Luiz Henrique cresce em momento decisivo e se firma no Fortaleza; veja números

Atleta foi titular em duas partidas seguidas na função de origem e conseguiu assistências seguidas

luiz henrique
Legenda: Luiz Henrique volta ao time titular
Foto: Kid Júnior / SVM

O Fortaleza encontrou um meia armador na reta final da Série A de 2020. Na posição de origem, Luiz Henrique ganhou oportunidade e o resultado foi imediato: nova assistência, desta vez na vitória contra o Vasco nesta quarta (10), pela 35ª rodada.

O atleta de 21 anos foi preterido na função ao longo da temporada, mas superou a concorrência em chance concedida pelo técnico Enderson Moreira. A presença trouxe melhor movimento ao meio, mais lucidez na criação e qualidade de passe.

Luiz Henrique x Vasco

  • Minutos: 53
  • Assistência: 1
  • Toques: 29
  • Precisão de passe: 85%
  • Passes decisivos: 2
  • Duelos no chão: 6 (4)
  • Duelos aéreos: 3 (1)

Ao todo, com a camisa tricolor, o jogador soma 354 minutos em seis partidas. O escopo em campo foi potencializado a partir do momento que recebeu chance mais avançado. A primeira vez ocorreu no triunfo sobre o Coritiba.

Luiz Henrique x Coritiba

  • Minutos: 83
  • Assistência: 1
  • Toques: 50
  • Precisão de passe: 80%
  • Passes decisivos: 3
  • Duelos no chão: 8 (4)
  • Duelos aéreos: 2 (0)

Na concorrência, Luiz Henrique conseguiu vencer as presenças constantes de Mariano Vázquez e João Paulo no setor. Ambos tiveram minutagem, oportunidade de ficar na equipe desde o início e perderam o posto sem conseguir nenhum passe para gol.

Legenda: Luiz Henrique atuou como meia central diante do Coritiba
Foto: Kid Júnior / SVM

Assim, o jovem carioca suportou a pressão e trabalhou para crescer. Na estreia contra o Pacajus, pelo Campeonato Cearense, recebeu chance como volante e foi sacado por Rogério Ceni ainda no intervalo. Ressurgiu frente ao Guarany de Sobral, mas improvisado na lateral esquerda.

Na sequência: um minuto contra o Grêmio e apenas três diante do Atlético-GO. A oportunidade foi concedida no revés para o Atlético-MG, quando desempenhou papel mais recuado e defensivo.

Luiz Henrique pelo Fortaleza

  • Fortaleza 3x0 Pacajus | 45 minutos | Função: Volante
  • Fortaleza 5x0 Guarany | 90 minutos | Função: Lateral esquerdo
  • Grêmio 1x1 Fortaleza | 1 minutos  | Função: Volante
  • Atlético-MG 2x0 Fortaleza | 90 minutos | Função: Volante
  • Fortaleza 3x1 Coritiba | 45 minutos | Função: Meia
  • Fortaleza 3x0 Vasco | 83 minutos | Função: Meia

A liberdade concedida o torna uma peça fundamental no decorrer da reta final. Solução caseira que pode significar ganho técnico futuro, uma vez que tem contrato até dezembro de 2021. A equipe detém 60% dos direitos econômicos, com 40% cedido ao Flamengo.