O mercado de trabalho na pandemia

Em março de 2020, o Brasil começou a adotar o isolamento social. Desde então, empresas tiveram que fazer malabarismos para manter seus colaboradores engajados e sem perder a produtividade. O que aprendemos com a pandemia? 

A pandemia oportunizou um momento para as empresas entenderem se realmente são os locais em que seus colaboradores gostariam de estar. Aplicar pesquisas de clima, em pleno lockdown, a fim de conhecer seus pontos fortes e vulneráveis quanto à experiência dos seus funcionários e entender como poderia apoiar seus profissionais nessa fase delicada foram formas de humanizar ainda mais as políticas voltadas paras as pessoas.

Os profissionais de Recursos Humanos precisaram estar próximos das lideranças e das demais áreas para atender o novo perfil do colaborador que está surgindo. Essa conexão se faz presente por meio de ferramentas como avaliações de desempenho, planos de desenvolvimento individual, feedbacks e acompanhamentos constantes, aliadas a ações de integração como onboarding de novatos, ações de endomarketing e encontros presenciais e/ou virtuais com o CEO.

Um ponto importante, em contextos de incerteza econômica, é desenvolver novas estratégias que deixem claros os objetivos da empresa e trazer os colaboradores para mais perto da busca pelos resultados. Apostar na diversidade de ideias, potencializar a área de Customer Success, aplicar metodologias ágeis e investir em programas de desenvolvimento das lideranças são ações cruciais.

Para promover o reconhecimento dos colaboradores, é preciso criar rituais e incentivar a ideação de novos projetos.  A pandemia trouxe alguns comportamentos que devem ser considerados mesmo quando a realidade como conhecemos estiver de volta. A flexibilidade no horário e possibilidade de home office são ações que merecem atenção para que os colaboradores se sintam atendidos e respeitados.

Vale também ressignificar e adaptar para o modelo remoto atividades como ginástica laboral e meditação, que estão diretamente relacionadas ao cuidado com o bem-estar físico e mental dos colaboradores. A saúde mental das pessoas, inclusive, ganha uma atenção especial daqui em diante.

Kelma Pinheiro
Diretora Executiva


Assuntos Relacionados