O avanço do empreendedorismo

Tadeu Oliveira é odontólogo e empreendedor
Legenda: Tadeu Oliveira é odontólogo e empreendedor

De acordo com os analistas, o empreendedorismo vai continuar avançando no nosso país neste ano de 2022. Após um biênio favorável para a abertura de empresas, aquelas que investiram corretamente na estruturação e inovação dos negócios devem encontrar um cenário de consolidação. Atualmente, o Brasil possui mais de 12,7 milhões de Microempreendedores Individuais (MEIs), sendo que mais de 1,5 milhão entraram no mercado em 2021. No Ceará, no ano passado, 83% das empresas foram registradas como MEIs, com um aumento de 16.625 aberturas desse tipo, em comparação com 2020.

Como o mercado de trabalho ainda deve levar algum tempo para retomar o ritmo de contratações, o empreendedorismo figura como alternativa de renda para milhões de brasileiros, que buscam, através do próprio negócio, uma forma de sustento de suas famílias. No Ceará, esse panorama é bem promissor, pois o Estado possui diversos mercados com crescimento em potencial, a exemplo da Região Metropolitana de Fortaleza, do Cariri e da região de Sobral, que têm recebido relevantes investimentos públicos e privados, o que favorece a abertura de novos negócios.

Outro fator de incentivo ao empreendedorismo é o projeto de lei 108/2021, que prevê o aumento do limite de faturamento anual dos MEIs, de R$ 81 mil para R$ 130 mil, além da possibilidade de contratação de até dois funcionários. Essa iniciativa, aprovada pelo Senado e em análise pela Câmara dos Deputados, permite que mais pessoas se tornem empreendedores, com facilidades tributárias.

Neste ano, alguns segmentos devem se destacar e se tornar mais promissores, a exemplo das franquias, das startups, do mercado de pets e das profissões ligadas à mentoria e à consultoria. São possibilidades impulsionadas pelos avanços tecnológicos, por novos hábitos do consumidor e pelo reaquecimento da economia.

No Brasil, seis a cada dez negócios fecham com menos de cinco anos e isso se deve principalmente à falta de conhecimento e planejamento de nossos empreendedores. Para aumentar a probabilidade de sucesso de uma empresa, o empreendedor que está iniciando um negócio deve procurar uma capacitação básica em gestão, buscando conhecer as ameaças e oportunidades do mercado e realizar um planejamento para entregar produtos e serviços com diferenciais que resolvam os problemas dos seus clientes.

Cada vez mais conhecimento e planejamento são ferramentas importantíssimas no mundo dos negócios para os empreendedores aproveitarem as oportunidades trazidas pelo ano que está iniciando.

Tadeu Oliveira é odontólogo e empreendedor