Não tenho Medo da Sexta-Feira 13

Gregório José é jornalista, radialista e filósofo
Legenda: Gregório José é jornalista, radialista e filósofo

Muitas pessoas, as mas crédulas possíveis temem o número 13. Não se sabe ao certo quando surgiu este temor, ainda mais quando cai em uma sexta-feira. O certo é que, no mundo inteiro, em todo o globo terrestre, há quem duvide de que algo ruim possa ocorrer, mas tem uma legião de seres que evitam certos atos e ações, temendo o desconhecido mítico que possa ocorrer nesta data.

Alguns católicos dizem que o 13 não faz parte dos planos de Deus. Afinal, são 12 tribos de Israel, 12 discípulos de Cristo. Eles também falam que Jesus foi crucificado numa sexta-feira. Daí, um dia que não traz muita sorte.

O brasileiro, ao contrário de outros povos, ama a sexta-feira, tanto que batizou de “sextou”, como se fosse um verbo na terceira pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo. Sextou é uma versão curta de "sexta-feira", um derivado dessa palavra e se tornaria, em tradução livre, "sexta-feira".

Tradicionalmente, principalmente na cultura ocidental, o número 13 e também a sexta-feira dão azar.

Algumas versões justificam a má fama da data

Em 2022, a Sexta-feira 13 cai nesta semana de maio. E não é só no Brasil que a data é considerada um dia de azar. O mito se espalhou, mas Hollywood a eternizou no personagem Jason. Tem alguns países que chegam a perder muito dinheiro por conta desse temor descabido.

Pesquisando na internet encontrei dados do Stress Management Center e do Phobia Institute (EUA), apontando que o medo da Sexta-feira 13 atingi algo em torno de 21 milhões de pessoas naquela nação, o que representa aproximadamente 5% da população norte-americana. Pé te pato, mangalô 3 vezes (sou eu batendo na madeira da mesa para espantar o azar enquanto escrevo).

A coisa por lá é tão séria que algumas pessoas simplesmente ficam paralisadas pelo medo. Mudam suas rotinas, evitam fechar negócios ou tomar voos nesta data.

Mas, o número 13 dá azar?

Bom, não para todos, Zagalo, ex-jogador e treinador de futebol aposentado ama este número. Para ele, o 13 é de sorte. E olha que ele foi campeão diversas vezes, quebrando estes tabus.

Mas as superstições não param. Que consulta tarólogos fica apavorado quando aparece a carta de número 13 (carta da Morte). Mas raramente refere-se à morte física. Mas, duvidar para quê?

No jogo de búzios, o 13 também é considerado preocupante. Se aparecerem 13 runas abertas, ou é doença, ou morte.

E você, vai sair às ruas nesta sexta-feira 13? Vai programar algo ou será melhor aguardar? Quer uma simpatia para afastar o mau olhado: vista-se de branco nesta sexta, coloque um raminho de arruda atrás da orelha (se secar era mau olhado), reze antes de sair de casa e agradeça a Deus, quando retornar sem nenhum percalço.

Mas, cá entre nós, eu não tenho medo de sexta-feira 13. São lendas urbanas e mistérios ocultos que tentam nos induzir a estes momentos sem sentido.

Gregório José é jornalista, radialista e filósofo