Aproxima-se o prazo das convenções

Mauro Benevides é jornalista e senador constituinte
Legenda: Mauro Benevides é jornalista e senador constituinte

Ao aproximar-se o prazo para a realização das convenções partidárias (20 de julho a 06 de agosto), as legendas já se acham arregimentadas para iniciar a corrida sucessória, num embate urnístico que se prenuncia cruento, quando as forças políticas demonstrarão poder de persuasão, em meio à expectativa de embalar correligionários predispostos à conquista de adeptos entusiasmados, que venham a pugnar por vitória, na luta renhida a ser decidida em 02 outubro vindouro.

As primeiras pesquisas têm mostrado os candidatos melhores posicionados, trazendo sempre na vanguarda Lula da Silva e Jair Bolsonaro, ainda podendo despontar um Ciro Gomes, que se diz confiante na obtenção de espaços generosos, após a estreia da campanha em palcos que reúnam maior contingente de simpatizantes, inclinados a ouvir postulantes em pleno movimento de cooptação, com vistas a uma disputa acirrada, que tende a intensificar-se, quanto mais perto ficar.

Aqueles que se julgam bem situados nessa contenda de imprevisibilidade, tentarão congregar os segmentos mais conscientizados da população, com a massa votante preferindo os que se mostram capazes de inovar nas soluções dos problemas mais complexos do País.

Espera-se que a batalha se agigante no Brasil a dentro, numa pregação “evangelizadora”, desde a largada, observando-se as normas pertinentes ao período de lançamento dos que disputarão a Presidência da República e Vice, Governos dos Estados, além de membros do Senado, Câmara dos Deputados e Assembleias Legislativas -, tudo isso num patamar de enfrentamento que prosseguirá até a véspera do prélio eleitoral.

Os comícios, a propaganda radiofônica e televisiva são métodos de divulgação comprovadamente eficazes, pois é quando o candidato busca o assentimento de um eleitorado atento, aguardando o desenrolar de confronto que deve vitalizar o nosso regime democrático.

É de esperar que as correntes partidárias atuem dentro dos limites impostos pela legislação em vigor, com precauções que garantam a legitimidade de refrega dessa dimensão, assim comprovando a relevância da Justiça Eleitoral brasileira.

À margem algumas distorções, ao final, proclamaremos salve a Pátria, acima de tudo.

Mauro Benevides é jornalista e senador constituinte