Saiba quais são as principais mudanças no Imposto de Renda 2019

CPF para dependentes ou para quem recebe pensão alimentícia são algumas novidades

A Receita Federal pontua que a principal novidade é a exigência de CPF para dependentes ou alimentados (aquele/aquela que recebe pensão alimentícia) de qualquer idade. Assim, se um titular deseja incluir um dependente, precisará previamente inscrevê-lo no cadastro CPF, serviço disponível nas agências dos Correios, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil ao custo de R$ 7. Sem isso, não será possível transmitir sua declaração ou somente vai transmiti-la sem o dependente.

> IR 2019: período fazer declaração começa em 7 de março

A exigência do preenchimento de dados sobre veículos e imóveis sujeitos a registro público (Renavam para veículos, número de registro no cartório para imóveis) não é obrigatória já em 2019. A mudança, anunciada pela Receita em fevereiro deste ano, começa a valer no ano que vem, para quem vai declarar o Imposto de Renda Pessoa Física 2020, referente ao ano-base 2019.

A Receita informa que, para quem já preencheu no ano passado, será possível usar o programa para importar os dados do arquivo da declaração anterior.

Tira-dúvidas do IR:

> Como declarar o IR 2019, e até retificá-lo 

> Quem precisa declarar o Imposto de Renda

> Como é feito o cálculo do IR 

> Como ocorre a declaração para quem tem MEI  

> Como declarar veículo financiado


Assuntos Relacionados