Retomada regionalizada: Confira as atividades liberadas em cada região do Estado

Com diferentes estágios epidemiológicos, Governo do Estado realiza reabertura desnivelada em cada localidade

Fotografia
Legenda: Reabertura de shoppings é autorizada com liberação da fase um do plano de retomada econômica
Foto: Thiago Gadelha

Diante do comportamento diferente da pandemia do novo coronavírus nas mais diversas regiões do Estado, o plano de retomada econômica também está se dando de forma regionalizada, de acordo com o estágio de contaminação da Covid-19 em cada localidade.

Conforme o mais novo decreto estadual, publicado neste sábado (04), o Capital avança para a fase 3 da retomada, embora com algumas restrições. A macrorregião da Capital também segue a flexibilização e passa para a fase 2. Já o Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe estão agora na fase 1, enquanto a Região Norte e o Cariri seguem na fase de transição.

Confira as atividades liberadas em cada fase e em cada macrorregião do Estado:

  • Fase de Transição: Região Norte e Cariri

- Indústria Química e Correlatados (30%)
Indústria de químicos inorgânicos, plástico, borracha, solventes, celulose e papel

- Artigos de Couros e Calçados (20%)
Fabricação de calçados e produtos de couro

- Indústria Metamecânica e Afins (30%)
Fabricação de ferramentas, máquinas, tubos de aço, usinagem, tornearia e solda

- Saneamento e Reciclagem (30%)
Recuperação de materiais

- Energia (20%)
Construção para barragens e estações de energia elétrica, geradores

- Cadeia da Construção Civil (30%)
Construção de edifícios até 100 operários obra, cadeia produtiva com 30%

- Têxteis e Roupas (20%)
Indústria têxtil, confecções e de redes

- Comunicação, Publicidade e Editoração (30%)
Impressão de livros, material publicitário, e serviços de
acabamento gráfico

- Indústria e Serviços de Apoio (30%)
Indústria de artigos de escritório e manutenção industrial.
Cabeleireiros, manicures e barbearias

- Artigos do Lar (30%)
Fabricação de eletrodomésticos e artigos domésticos

- Agropecuária (30%)
Obras de irrigação

- Móveis e Madeira (20%)
Fabricação de móveis e produtos de madeira

- Tecnologia da Informação (30%)
Fabricação de equipamentos de informática

- Logística e Transporte (30%)
Metrofor, transporte rodoviário metropolitano na RMF e
manutenção de bicicletas

- Automotiva (20%)
Indústria de veículos, de transporte e peças

- Cadeia da Saúde (100%)
Comércio médico e ortopédico, óticas, podologia e terapia ocupacional

- Esporte, Cultura e Lazer
Treinos de atletas de esportes individuais, além dos clubes
de futebol participantes da final do Campeonato Cearense

É o caso dos municípios Acaraú, Alcântaras, Ararendá, Barroquinha, Bela Cruz, Camocim, Cariré, Carnaubal, Catunda, Chaval, Coreaú, Crateús, Croatá, Cruz, Forquilha, Frecheirinha, Granja, Graça, Groaíras, Guaraciaba do Norte, Hidrolândia, Ibiapina, Independência, Ipaporanga, Ipu, Ipueiras, Irauçuba, Itarema, Jijoca de Jericoacoara, Marco, Martinópole, Massapê, Meruoca, Monsenhor Tabosa, Moraújo, Morrinhos, Mucambo, Nova Russas, Novo Oriente, Pacujá, Pires Ferreira, Poranga, Quiterianópolis, Reriutaba, Santa Quitéria, Santana do Acaraú, São Benedito, Senador Sá, Tamboril, Ubajara, Uruoca, Varjota, Viçosa do Ceará.

Já as cidades de Abaiara, Acopiara, Altaneira, Antonina do Norte, Araripe, Assaré, Aurora, Baixio, Barro, Campos Sales, Caririaçu, Cariús, Catarina, Cedro, Deputado Irapuan Pinheiro, Farias Brito, Granjeiro, Icó, Ipaumirim, Jardim, Jati, Jucás, Lavras da Mangabeira, Mauriti, Milagres, Missão Velha, Mombaça, Nova Olinda, Orós, Penaforte, Piquet Carneiro, Porteiras, Potengi, Quixelô, Saboeiro, Salitre, Santana do Cariri, Tarrafas, Umari, Várzea Alegre, ainda que na transição, têm recomendações para intensificar as medidas de isolamento.

Seguem em isolamento social rígido as cidades de Juazeiro do Norte, Sobral, Barbalha, Crato, Brejo Santo, Tianguá e Iguatu.

  • Fase 1 : Sertão Central, Litoral Leste/Jaguaribe

- Indústria Química e Correlatados (40%)
Indústria de químicos inorgânicos, plástico, borracha, solventes, celulose e papel

- Artigos de Couros e Calçados (40%)
Indústria e comércio

- Cadeia Metamecânica e Afins (40%)
Fabricação de ferramentas, máquinas, tubos de aço, usinagem, tornearia e solda e comércio atacadista

- Saneamento e Reciclagem (40%)
Recuperação de materiais

- Cadeia Energia Elétrica (40%)
Construção para barragens e estações de energia elétrica, geradores

- Cadeia da Construção (40%)
Até 100 operários obra, cadeia produtiva com 40%

- Têxteis e Roupas (40%)
Indústris e comércio

- Comunicação, Publicidade e Editoração (40%)
Comércio de livros e revistas

- Indústrias e Serviços de Apoio (40%)
Comércio de artigos de escritório, serviços de
manutenção. Contabilidade, auditoria e direito (máximo de 3 trabalhadores por escritório)

- Artigos do Lar (40%)
Indústria e comércio

- Cadeia Agropecuária (40%)
Comercialização de flores e plantas, couros

- Cadeia Moveleira (40%)
Indústria e comércio

- Tecnologia da Informação (40%)
Indústria e comércio

- Logística e Transporte (40%)
Comércio de bicicletas

- Cadeia Automotiva (40%)
Indústria, comércio e serviços

- Comércio de outros produtos (40%)
Comércio de saneantes, livraria, brechós,
papelarias, doces e caixões

- Comércio e Serviços de Higiene e Limpeza (40%)
Comércio de higiene e cosméticos

- Esporte, Cultura e Lazer (40%)
Fabricação e comércio de aparelhos esportivos, instrumentos e brinquedos

Cidades: Aiuaba, Arneiroz, Banabuiú, Boa Viagem, Canindé, Caridade, Choró, Ibaretama, Ibicuitinga, Itatira, Madalena, Milhã, Parambu, Paramoti, Pedra Branca, Quixadá, Quixeramobim, Senador Pompeu, Solonópole, Tauá, do Sertão Central, e do Litoral Leste/Jaguaribe, Alto Santo, Aracati, Ererê, Fortim, Icapuí, Iracema, Itaiçaba, Jaguaretama, Jaguaribara, Jaguaribe, Jaguaruana, Limoeiro do Norte, Morada Nova, Palhano, Pereiro, Potiretama, Quixeré, Russas, São João do Jaguaribe, Tabuleiro do Norte.

  • Fase 2: Macrorregião de Fortaleza (exceto Capital)

- Indústria Química e Correlatados (100%)

- Artigos de Couros e Calçados (100%)

- Cadeia Metalmecânica e Afins (100%)

- Cadeia Energia Elétrica (100%)

- Cadeia da Construção (100%)

- Saneamento e Reciclagem (100%)

- Comunicação, Publicidade e Editoração (40%)
Agências de publicidade, marketing, edição e design

- Indústrias e Serviços de Apoio (40%)
Organizações associativas, contabilidade, direito, e serviços de apoio administrativo

- Tecnologia da Informação (40%)
Consultoria em TIC, software house, assistência técnica

- Assistência Social (40%)
Defesa de direitos sociais, e serviços de assistência social sem alojamento

- Alimentação Fora do Lar (40%)
Restaurantes das 9h às 16h

- Atividades Religiosas (20%)
Celebrações religiosas com 20% da capacidade

- Esporte, Cultura e Lazer (40%)
Aluguéis de equipamentos

Entram nessa fase as cidades de Acarape, Amontada, Apuiarés, Aquiraz, Aracoiaba, Aratuba, Barreira, Baturité, Beberibe, Capistrano, Cascavel, Caucaia, Chorozinho, Eusébio, General Sampaio, Guaiuba, Guaramiranga, Horizonte, Itaitinga, Itapajé, Itapipoca, Itapiúna, Maracanaú, Maranguape, Miraíma, Mulungu, Ocara, Pacajus, Pacatuba, Pacoti, Palmácia, Paracuru, Paraipaba, Pentecoste, Pindoretama, Redenção, São Gonçalo do Amarante, São Luis do Curu, Tejuçuoca, Trairi, Tururu, Umirim e Uruburetama.

  • Fase 3: Fortaleza

- Têxteis e Roupas (100%)
Completa a cadeia, inclusive shoppings

- Comunicação, Publicidade e Editoração (100%)

- Indústria e Serviços de Apoio (100%)
Completa a cadeia sem aglomerações

- Artigos do Lar (100%)

- Cadeia Agropecuária (100%)

- Cadeia Moveleira (100%)

- Tecnologia da Informação (100%)

- Logística e Transporte (100%)
Completa a cadeia de comércio e reparação de bicicletas

- Comércio e Serviços de Higiene e Limpeza (100%)

- Cadeia Automotiva (100%)

- Comércio de Outros Produtos (100%)
Completa a cadeia de saneantes, livrarias, brechós, papelarias e caixões

- Alimentação Fora do Lar (50%)
Restaurantes seguem com horário noturno; Barracas de praia e bares seguem fechados

- Atividades Religiosas (50%)
Celebrações religiosas com limitação de 50% da capacidade