Receita: arrecadação virá mais baixa do que o projetado para 2º semestre

Segundo Marcelo Gomide, coordenador de previsão e análise do Fisco, a projeção da Receita é de um crescimento real entre 1% e 1,5% das receitas administradas em 2019

Legenda: No primeiro semestre do ano, o crescimento real dessas receitas foi de 1,17%
Foto: Foto: Divulgação

O chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita Federal, Claudemir Malaquias, admitiu na última segunda-feira(22) que a arrecadação de tributos federais até o fim do ano será inferior ao inicialmente estimado pelo governo

"A arrecadação virá mais baixa do que o inicialmente projetado para o segundo semestre", afirmou.

"A trajetória da arrecadação tende no longo prazo a ter uma aderência quase perfeita com a evolução dos indicadores macroeconômicos", completou, em referência à redução das estimativas para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) em 2019. 

Segundo o coordenador de previsão e análise do Fisco, Marcelo Gomide, a projeção da Receita é de um crescimento real entre 1% e 1,5% das receitas administradas em 2019. No primeiro semestre do ano, o crescimento real dessas receitas foi de 1,17%.


Assuntos Relacionados