Procon alerta consumidores sobre falência da Mabe

Consumidores devem guardar os comprovantes como nota fiscal e ordem de serviço de produtos da marca, que incluem Continental, Dako, GE, BHS e Bosch, para reclamar em caso de defeitos.

Com a decretação de falência da Mabe Brasil Eletrodomésticos Ltda pela Justiça de São Paulo, fabricante responsável pelas marcas Continental, Dako, GE, BHS e Bosch, a Associação Brasileira de Procons (ProconsBrasil) fez um alerta aos consumidores sobre o procedimento a ser adotado caso tenham problemas com produtos da empresa.

Conforme prevê o Código de Defesa do Consumidor (CDC), tanto o fabricante quanto o comerciante respondem solidariamente perante o consumidor. Assim, caso o produto adquirido apresente algum defeito, o comprador poderá reclamar contra a loja que o vendeu, pois ela é igualmente responsável pelo atendimento do consumidor e por providenciar a solução definitiva para o problema.

Não havendo a solução espontânea por parte do comerciante, o consumidor deve procurar o órgão consumerista de sua cidade para formalizar reclamação e permitir a adoção de providências necessárias para cada caso.

O ProconsBrasil alerta os consumidores para a importância de guardar os comprovantes como nota fiscal e ordem de serviço, pois estes documentos facilitarão o exercício do direito.

Além disso, os consumidores que têm intenção de adquirir produtos fabricados pela Mabe, devem ficar atentos ao fato de que, com o fechamento da fábrica da empresa, a solução de eventuais reclamações e o acesso às peças de reposição, por exemplo, podem se torna complicadas.

A secretária-executiva do DECON, promotora de Justiça Ann Celly Sampaio, acrescenta que embora o CDC determine que sejam disponibilizadas peças de reposição para os produtos colocados no mercado de consumo, muitas empresas não mantém estoque suficiente para atender a demanda dos consumidores. “A situação é agravada quando uma fornecedora entra em processo de falência, por isso é importante que os consumidores registrem suas reclamações para que o DECON possa adotar medidas visando à defesa da coletividade que, eventualmente, seja prejudicada”.

Em caso de dúvidas, o consumidor poderá entrar em contato com o DECON através do telefone 0800-275-8001 ou do site eletrônico do órgão (www.decon.ce.gov.br), pelo link "Fale com o DECON".

Você tem interesse em receber mais conteúdo de negócios?