Prévia da inflação em Fortaleza é a maior do País em fevereiro

De acordo com o IBGE, a alta foi puxada pelo grupo educação que inflacionou 4,85% no período

Legenda: O tomate apontou crescimento de 44,33% na prévia de fevereiro
Foto: Foto: Arquivo

A prévia da inflação na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF) registrou a maior variação do País em fevereiro, com um resultado de 0,48% no mês. A média nacional foi de 0,22% no período. A elevação na RMF foi puxada pelo grupo educação, que apontou alta de 4,85%, segundo dados da pesquisa Índice do Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta quinta-feira (20).

Dentro do grupo, o subitem pré-escola foi o que mais avançou, com elevação de 7,40%, seguido de ensino fundamental (7,02%), educação de jovens e adultos (6,36%), creche (6,01%), cursos regulares (5,86%) e ensino médio (5,71%).

De acordo com o IBGE, a alta no grupo reflete "os reajustes normalmente praticados no início do ano letivo", pontua o instituto em nota. 

Grupos

Além do grupo educação, alimentos e bebidas também tiveram crescimento na prévia de fevereiro, com leve alta de 0,74%, puxado principalmente pelo subitem tomate (44,33%)

Veja os itens que mais inflacionaram:

  • Cenoura: 23,21%
  • Batata-inglesa: 16,10%
  • Feijão fradinho: 12,74%
  • Manga: 11,01%
  • Laranja-pera: 7,13%
  • Maça: 6,59%
  • Chocolate em barra e bombom: 4,57%
  • Açúcar refinado: 4%
  • Peixe Cavala: 3,90%
  • Alho: 3,21%

Outra elevação observada foi no grupo despesa pessoais (0,55%), com destaque para os reajustes dos preços de pacote turístico (4,84%) e hospedagem (2,38%), também tiveram avanço os grupos:  artigos de residência (0,45%), comunicação (0,35%) e transportes (0,12%).

Na ponta oposta, registraram variações negativas os grupos saúde e cuidados pessoais (0,45%) e habitação (0,18%). Com o resultado de fevereiro, a prévia da inflação na RMF acumulou no ano 1,35%. 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados