Parques aquáticos são fortes atrativos

Legenda:
Foto:
Equipamentos que se transformaram praticamente em ícones turísticos do Estado, os parques aquáticos acompanham o otimismo da maioria dos vetores do trade cearense. O Beach Park, em Aquiraz, a dois quilômetros de Fortaleza, por exemplo, um dos maiores complexos do tipo na América Latina, se prepara para receber 170 mil visitantes, 26% do total esperado pela Secretaria do Turismo do Estado (Setur) para a alta estação.

Além da estrutura de brinquedos e do conforto do Resort, o local fechou programação para incrementar o entretenimento. Serão shows todos os dias dentro do projeto Beach Sounds, eventos gastronômicos, aulas de surfe e kitesurfe.

Por conta da demanda crescente, estão sendo contratados mais 243 profissionais que ocupam postos temporários de garçons, auxiliares de cozinha, serviços gerais, vendedores, instrutores, recepcionistas, monitores de esporte e lazer e outros cargos nas três áreas que compõem o Beach Park.

Numa área de 35 mil metros quadrados, o parque aquático do Beach Park tem o preço do ingresso a R$ 75,00 (adulto) e R$ 65,00 (infantil até 12 anos) e R$ 37,50 para pessoas a partir de 60 anos. Crianças até 1 metro de altura não pagam.

YTACARANHA - Ainda a leste da Capital, na Prainha, o Ytacaranha Park espera elevar em 10% seu movimento em relação à temporada anterior de alta estação e 60% se comparado aos dias convencionais de funcionamento no baixo período, quando o equipamento funciona de sexta a domingo.

De acordo com o gerente Marcelo Rodrigues, o final do ano passado e começo de 2005 foi “muito bom” e ele admite que se os próximos dois meses forem iguais estará satisfeito. O parque, a partir deste domingo funciona todos os dias, com ingresso a R$ 25,00 (adulto) e R$ 10,00, criança até 10 anos. Até 1m não paga.

PARAÍSO - Já em Caucaia, 25km a oeste de Fortaleza, o destaque é o Paraíso Perdido Park. Localizado na Praia do Icaraí, apresenta infra-estrutura hoteleira e parque temático, piscinas, cachoeiras, espaços para lazer e 600 animais. A expectativa da administração é elevar o movimento em até 15% nos finais de semana. (LCF)

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios