Parque eólico instalado atende a 40 mil consumidores

Legenda:
Foto: Kid Júnior
O Parque Eólico do Ceará - Prainha, Taíba e Mucuripe (Praia Mansa) - representa a geração de 17,4 mil megawatts de energia, sendo 10 mil MW na Prainha, 2,4 mil MW na Praia Mansa, e 5 mil MW na Taiba.

Essa energia é suficiente para atender, durante um ano, o consumo de cerca de 40 mil residências no Ceará, garante José Caminha Araripe, gerente de Regulação da Companhia Energética do Ceará (Coelce).

A companhia tem cerca de 2,1 milhões de consumidores, de todas as classes, e desses 1 milhão 650 mil são residenciais. Os 40 mil consumidores residenciais atendidos pela energia eólica representam 2,4% do universo de consumidores residenciais do Estado, informa Caminha Araripe.

RENOVÁVEL - A energia dos ventos é considerada uma abundante fonte de energia renovável, limpa e disponível em todos os lugares.

A utilização desta fonte para a geração de eletricidade, em escala comercial, tem pouco mais de 30 anos. Existem, atualmente, mais de 30 mil turbinas eólicas de grande porte em operação no mundo, com capacidade instalada da ordem de 13.500 MW.

No âmbito do Comitê Internacional de Mudanças Climáticas está sendo projetada a instalação de 30 mil MW por volta de 2.030, podendo tal projeção ser estendida em função da perspectiva de venda dos “Certificados de Carbonos”.

A capacidade instalada no Brasil é da ordem de 20,3 MW, com turbinas eólicas de médio e grande porte conectadas à rede elétrica.

Além disso, existem dezenas de turbinas eólicas de pequeno porte funcionando em locais isolados da rede convencional para aplicações diversas, tais como bombeamento, carregamento de baterias, telecomunicações e hidroelétricas.

RANKING - O potencial cearense é da ordem de 2,132 megawatts, representando 34,83% dos 6,122 mil megawatts dos projetos de energia eólica do País. O Rio Grande do Norte, no ranking dos Estados da região nordestina, ocupa a segunda colocação, com percentual de 32,12%, correspondendo a 1,996 MW, totalizando 22 projetos. (LF)

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios