Mais da metade das franquias no Ceará é de alimentação ou beleza

Participação do segmento de saúde, beleza e cuidados pessoais ultrapassou a alimentação no franchising, com 28,4% de presença no Estado em 2019 contra 27% em 2016. Solidez do ramo continua atraindo investidores

Os segmentos de beleza e alimentação detêm a maior participação de mercado no franchising no Nordeste. A solidez parece atrair os interessados em investir em uma franquia de um desses dois ramos ao sucesso certeiro, mas a falta de boas estratégias pode levar o negócio a afundar em meio a uma concorrência cada vez mais qualificada.

. Interiorização é tendência para setor de franquias no Ceará

De acordo com números da Associação Brasileira de Franquias (ABF), 56,3% das unidades desse modelo de negócio no Ceará são dos segmentos alimentação ou saúde, beleza e cuidados pessoais. Moda e os serviços educacionais aparecem logo em seguida no ranking, com 10,7% e 10,4% de participação no mercado cearense, respectivamente.

Vice-presidente da rede de franquias cearense Sobrancelhas Design, Alisson Ramalho avalia que o Ceará se destaca no consumo de produtos e serviços voltados para o cuidado com a aparência e bem-estar, acompanhando a tendência nacional.

"Acho que a gente não é apenas Fortaleza ou Ceará. É algo do Brasil inteiro, que é um destaque em higiene e cuidado pessoal no mundo. Somos o terceiro País no mercado de beleza, então isso traz uma segurança muito grande para o investimento", explica Alisson Ramalho.

Ranking

No Estado, 28,4% das franquias se enquadram no segmento beleza, saúde e bem-estar. A diferença é pequena em relação à segunda maior participação, que é do ramo alimentício (27,9%), mas a comparação com números de 2016 revela uma mudança na disposição dessas áreas de atuação no ranking.

Naquele ano, o segmento de alimentação abocanhava 29% do número de unidades de franquias, enquanto o de saúde, beleza e bem-estar compreendia 27% do total. "A gente já consegue dizer que há uma procura maior do investidor pelo segmento de beleza em relação ao segmento de gastronomia. Tem sido muito buscado pela pujança, pelo crescimento exponencial. É uma tendência de mercado", avalia Ramalho.

Identidade

Para aproveitar o bom desempenho desse segmento, o vice-presidente do grupo Sobrancelhas Design frisa que a identidade do franqueado com a marca é um dos principais pontos a serem levados em consideração antes de fechar negócio com o franqueador. "A gente vai buscar a sinergia com esse investidor. Às vezes, o interessado quer fazer o primeiro aporte em uma franquia, mas é alguém que já está alinhado ao mercado de beleza, já é inclinado ao segmento", pondera.

No ramo alimentício, a identificação também é essencial. Para se tornar um franqueado no ramo, o sócio-fundador da rede de restaurantes Paris 6, Isaac Azar orienta aos interessados buscar uma marca com nome sólido no mercado e verificar se a rede oferece todo o amparo e estrutura necessários ao franqueado.

"Eu sempre digo para ter atenção à marca. Os dois pontos que justificam ser um franqueado são: uma marca sólida com o público e que dê suporte", justifica o empresário.

Cenário econômico

Destacando que a economia brasileira "ainda vivencia forte crise econômica", ele comemora a primeira casa da rede em Fortaleza, inaugurada em maio deste ano. "Nós percebemos que o público de Fortaleza é bastante eclético. A gente consegue pegar a classe AA, assim como atinge a B em cheio, o jovem e também uma faixa etária mais elevada. É algo que nos surpreende para o bem e que aproxima muito a operação de Fortaleza aos números de São Paulo", frisa o sócio-fundador do Paris 6.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados