Limite de capital estrangeiro em aéreas é ampliado

Com o aumento, novos investidores devem ser atraídos para o mercado da aviação

Escrito por Redação,

Negócios

A presidente Dilma Rousseff assinou Medida Provisória que amplia para até 49% o limite de capital estrangeiro nas empresas aéreas. O documento foi assinado em acordo com a Secretaria de Aviação Civil (SAC) e o Ministério da Fazenda e deve atrair novos investidores para o mercado brasileiro de aviação, que vem sofrendo prejuízos com a desvalorização do real frente ao dólar.

O ano de 2015 provavelmente foi o de maior prejuízo na história do setor aéreo, devido ao cenário de alta de custos e queda nas vendas. No terceiro trimestre do ano passado, a companhia aérea Gol teve prejuízo de R$ 2,13 bilhões. As perdas da Latam contabilizaram US$ 113,3 milhões.