Justiça dá prazo de 72 horas para Governo justificar aumento de combustíveis

Além do Governo Federal, a Petrobras deve se pronunciar sobre a alta do valor da gasolina

Escrito por Redação,

Negócios
Legenda: A Petrobras deve se pronunciar até próxima segunda-feira (13).
Foto: Fabiane de Paula

Após reajuste do valor da gasolina, a juíza Flávia de Macêdo Nolasco, da 9ª Vara Federal de Brasília, deu prazo de até 72 horas para o Governo Federal se manifestar sobre o aumento do preço dos combustíveis. De acordo com o g1, além do Governo, a Petrobras deve se pronunciar.

O anúncio da alta foi feito pela Petrobras nessa quinta-feira (10) e passou a valer nesta sexta (11). No Ceará, o preço do litro da gasolina pode chegar a R$ 9 nos postos — e muitos estabelecimentos já estavam cobrando mais caro antes da oficialização da alta.

Ainda segundo o portal g1, a ação civil pública foi ajuizada pelo Conselho Nacional do Transporte de Cargas (CNTRC), sindicatos dos transportadores autônomos de cargas de Guarulhos e de Jundiaí e a Frente Parlamentar Mista do Caminhoneiro Autônomo e Celetista. Ao todo, reuniu 235 deputados e 22 senadores.

SUSPENSÃO DO REAJUSTE

Na ação, as entidades solicitam a suspensão imediata do reajuste:

  • 18,8% de aumento na gasolina
  • 24,9% de aumento no litro do diesel

O despacho com o pedido de informações foi feito nesta sexta. Assim, ficou de responsabilidade da Justiça Federal decidir sobre o pedido de liminar.

Assuntos Relacionados