Fortaleza lidera prévia da inflação em maio

Com a variação, o resultado acumulado no ano - de janeiro a maio - foi a 5,21% e o acumulado nos últimos 12 meses ficou em 10,95%

Escrito por Redação Diário do Nordeste,

Negócios

A inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo - 15 (IPCA-15) em Fortaleza avançou em maio para 1,19%, ante 0,74% em abril. O resultado da prévia da inflação deste mês foi pressionado pela taxa de água e esgoto e pelo reajuste na energia elétrica. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (20) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A taxa para o mês é a maior dentre as regiões pesquisadas.

Com a variação, o resultado acumulado no ano - de janeiro a maio - foi a 5,21% e o acumulado nos últimos 12 meses ficou em 10,95%. As taxas acumuladas também foram as mais altas do País.

Para o cálculo do IPCA-15 os preços foram coletados no período de 14 de abril a 13 de maio (referência) e comparados com aqueles vigentes de 16 de março 13 de abril (base). O indicador refere-se às famílias com rendimento de 1 a 40 salários mínimos e abrange as regiões metropolitanas do Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte, Recife, São Paulo, Belém, Fortaleza, Salvador e Curitiba, além de Brasília e Goiânia.

Brasil

A prévia da inflação no País ficou bem abaixo do resultado observado em Fortaleza. Em maio, o IPCA-15 nacional ficou em 0,86%, ante 0,51% registrado em abril. No acumulado do ano, a taxa ficou em 4,21%, enquanto no acumulado dos últimos 12 meses, o IPCA-15 ficou em 9,62%.


Mario Mesquita

Comércio exterior do Nordeste

Mario Mesquita
26 de Maio de 2022