Financiamento de automóveis cresce 7,1% no CE em 2019

Popularização de aplicativos de transporte individual privado ao longo dos últimos anos contribui para o incremento na compra de carros novos e seminovos, conforme avaliação do Sindivel-CE

Legenda: Financiamentos de veículos cresceram 15,2% em junho no Estado
Foto: FOTO: FABIANE DE PAULA

O s financiamentos de automóveis no Ceará avançaram 7,1% no primeiro semestre do ano frente ao do ano passado, chegando a um total de 36.847 operações, de acordo com dados da bolsa de valores brasileira, a B3. Na avaliação do presidente do Sindicato dos Revendedores de Veículos Automotores do Ceará (Sindivel-CE), Everton Fernandes, a popularização dos aplicativos de transporte individual privado é um dos fatores que contribuíram para o crescimento.

"A questão do aplicativo realmente tem incrementado as vendas", avalia Fernandes. O número é relativo aos financiamentos de automóveis novos e usados. A venda de veículos novos no crédito somou 11.044 operações nos primeiros seis meses do ano, avanço de 6,5% na comparação com o primeiro semestre do ano passado. Já os automóveis usados contabilizaram 25.803 operações, avanço de 7,3% ante igual período de 2018.

O presidente do Sindivel-CE ressalta que essas plataformas normalmente exigem o cadastro apenas de carros novos ou seminovos. "Nós temos um problema no mercado que está sendo corrigido: os carros de 2016 são raros, porque foram vendidos só dois milhões de novos naquela época no mercado nacional. Houve uma redução na oferta", detalha Everton Fernandes.

Ainda de acordo com os números da B3, a quantidade de financiamentos veiculares no Ceará também cresceu em junho na comparação com igual período de 2018. Os automóveis novos contabilizaram 3.021 unidades, crescimento de 15,2% na comparação com junho do ano passado (2.622). O crédito foi utilizado para a compra de 6.116 automóveis usados, crescimento de 4,5% na comparação com junho do ano passado (5.852).

Apesar do crescimento apontado pelos dados da B3, números divulgados pelo Sindivel-CE com base em dados da Federação Nacional das Associações dos Revendedores de Veículos Automotores (Fenauto) mostram que as vendas de automóveis seminovos e usados caíram 11,7% na comparação entre junho e maio no Estado. Entre junho de 2018 e junho de 2019, a baixa foi de 2,8%. Já no acumulado, houve um crescimento de 2,7% nas comercializações.

Motos e caminhões

Também foi observado crescimento nos financiamentos de motos e veículos pesados. A primeira categoria contabilizou 15.927 operações no semestre, 14,5% a mais ante 2018 (13.911). Já os veículos pesados, a exemplo de ônibus e caminhões, chegaram a 1.364 financiamentos em 2019, 5,8% a mais que no primeiro semestre de 2018, quando foram realizadas 1.289 operações de financiamento.

Levando em consideração novos e usados, autos leves, motos, veículos pesados e outros, foram 54.202 operações de janeiro a junho de 2019 no Estado, 9,1% a mais ante igual período de 2018 (49.671). Para Gilberto Barbosa, economista e sócio da Arêa Leão Consultoria, o avanço é um sinal de retomada da atividade econômica. "Se olharmos para todos os outros estados do País, com exceções pontuais, há crescimento. De fato, a base de comparação, 2018, é ruim, por conta da greve dos caminhoneiros", reconhece Barbosa.

Ele também avalia que as plataformas de transporte individual privado também impactam o mercado de crédito e devem ter um efeito mais visível em breve na indústria automobilística. "Locadoras de automóveis estão demandando um número elevado de autos leves e isso afeta a indústria em um longo prazo, além da demanda de pessoa física, que é um pouco mais baixa", arremata Gilberto Barbosa.


Categorias Relacionadas