Ferramenta do Sebrae auxilia empreendedores a conhecerem dados e indicadores de uma região

Radar Sebrae de Oportunidades compila informações sobre cidades, bairros e empreendimentos para direcionar estratégias de implantação de negócios

Legenda: O serviço está disponível em cinco municípios cearenses: Fortaleza, Aracati, Sobral, Juazeiro do Norte e Caucaia
Foto: Shutterstock

Indicadores, estudos, análises sobre a situação de uma localidade. Após o período da idealização de uma futura empresa, ter em mãos evidências sobre o mercado no qual irá se inserir é um dos principais conselhos para quem vai começar a empreender. Nessa perspectiva, o Radar Sebrae de Oportunidades chegou ao Ceará em setembro deste ano, como forma de ser um aporte para o planejamento dos pequenos negócios. A ferramenta foi lançada oficialmente no fim de novembro.

Criado há cinco anos na Bahia, o Radar reúne informações sobre os bairros e empreendimentos de uma cidade. Por meio do preenchimento dos campos informados no portal, é possível receber um feedback automatizado sobre os planos de implantação de uma empresa. O Ceará é o quarto estado brasileiro a receber uma versão do Radar. No Estado, cinco municípios já foram mapeados: Fortaleza, Aracati, Sobral, Juazeiro do Norte e Caucaia. A previsão é de que até o primeiro semestre de 2021 outros 13 sejam adicionados à plataforma. Além da versão para computadores, o serviço está disponível para smartphones Android e iOS. 

A utilizarem o Radar, os usuários terão acesso a três objetivos: “Quero validar uma ideia de negócio”; “Quero um local para abrir meu negócio” e “Quero conhecer melhor o mercado”. Segundo Felipe Melo, articulador da Estratégia do Sebrae/CE, o foco da ferramenta é a do “auto consumo”, ou seja, que o cliente possa navegar pelas informações de forma independente. Dessa forma, irá se refinar o nível de inteligência de mercado do empreendedor.

“Para que ele possa migrar de uma condição onde ele vai empreender, vai tomar sua decisão empreendedora baseada no ‘achismo’, baseada no ‘feeling’, no instinto, para uma posição onde ele define isso baseado em dados, dentro de uma orientação de informação qualificada”, explica Felipe.  

Todas as informações e acessos do Radar de Oportunidades são gratuitos. Contudo, o empreendedor precisa realizar um cadastro para conseguir visualizar os relatórios completos. Felipe destaca que a demanda visa que o Sebrae tenha mais conhecimento acerca de quem os procura, como forma de ter um atendimento mais direcionado a cada necessidade. 

Como funciona cada ferramenta

Quero validar uma ideia de negócio

Voltada para a pessoa que ainda irá montar o negócio, o chamado “potencial empreendedor”. No espaço, há uma listagem dos bairros da cidade selecionada. Em seguida, uma seleção de segmentos de negócios, como alimentação, hotelaria, bijuteria, entre outros. Feita a seleção, surgem os tipos de empresas, ao lado de dados sobre as possibilidades de implantação dentro da área selecionada. 

Quero um local para abrir meu negócio

No caso de o empreendedor já estar com um objetivo traçado ou com o princípio de um modelo de negócios estabelecido, a função de georreferenciamento é focada em território. Após selecionar o segmento, é possível escolher qual o perfil dos clientes pretendido pela empresa. Assim, é mostrada a seleção dos bairros da cidade, com número de habitantes, renda média, valor médio do aluguel, entre outros dados. 

Quero conhecer melhor o mercado

Aqui, os empreendedores com maior nível de maturidade ou até já donos de outros negócios, mas que desejam expandir, podem conferir relatórios sobre o mercado consumidor de uma região, informações sobre concorrentes e a rede de empreendimentos complementares, como fornecedores. Tais aspectos colaboram para manter a integridade da empresa por anos futuros. 

Experiência acessível

Legenda: O portal condensa informações sobre regiões de uma cidade
Foto: Radar Sebrae/Reprodução

Felipe destaca que um dos focos do Radar é ser claro e intuitivo para os empreendedores, pois o manuseio de dados e indicadores não é prática cotidiana da maioria dos empresários. “A ferramenta tem um mote: entregar o máximo de informações qualificadas para o potencial empreendedor com três cliques. Em todas essas três ferramentas, dentro do intervalo de três cliques, você consegue entrar, selecionar a oportunidade de negócios, selecionar o município, recorte territorial e você vai ter acesso às informações.” 

O mapeamento das informações é realizado com dados retirados de bases de instituições como a Receita Federal e o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). “O Sebrae cuida do processo como um todo: extração, tratamento e disponibilização dessas informações, até porque o grande foco é que a gente consiga dar uma visão dos pequenos negócios para esses dados”, informa o articulador. Como as atualizações são constantes, o acompanhamento frequente é uma forma de averiguar mudanças no mercado. 

Fortalecimento dos negócios

Responsáveis por 95% de todos os empreendimentos do País, os pequenos negócios têm papel fundamental na economia. Porém, cerca de 30% dessas empresas fecham dentro dos primeiros três anos de funcionamento, relata Felipe Melo. Após análises sobre o porquê desses acontecimentos, se percebeu que, mesmo com o desejo de empreender, faltavam aos profissionais elementos estratégicos, como conhecimento do mercado, público-alvo, alocação de recursos, entre outros. Dessa forma, não havia a sustentabilidade adequada para manter o negócio a longo prazo no mercado, o que levou à criação do Radar. 

“O empreendedorismo não é uma aposta. Ele é uma construção, criação e precisa ser planejada como toda criação, e o Radar se direciona a isso.” Mesmo com o direcionamento para pequenas empresas, Felipe ressalta que negócios de médio ou até grande porte também podem utilizar a ferramenta para encontrar potenciais parceiros ou fornecedores em uma região. 

Acesse o Radar Sebrae de Oportunidades

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios