Egídio Serpa: O mundo desafia a Embrapa

Legenda: Hoje, o agronegócio brasileiro - liderado por soja, carne e açúcar/etanol - responde por 77% das exportações nacionais.
Foto: Marcelino Junior

Sempre à frente do seu tempo, a Embrapa - referência mundial na pesquisa agropecuária - concluiu o Visão 2030, seu plano estratégico para tornar o Brasil mais competitivo no mercado planetário de produção e oferta de grãos e proteínas animais. Hoje, o agronegócio brasileiro - liderado por soja, carne e açúcar/etanol - responde por 77% das exportações nacionais. Por causa do crescimento da população e da urbanização, as necessidades mundiais por alimentos subirão 35%; por energia, essas necessidades aumentarão 40%, enquanto as demandas por água potável crescerão 50%. Apesar disso, a área plantada no Brasil não precisará ser ampliada, segundo o gerente de Inteligência Estratégica da Embrapa, Edson Bolfe. É que, apoiado pela Embrapa, o agronegócio brasileiro já utiliza avançada tecnologia para a recuperação dos solos e para a produção de mais alimentos com menos água, o que tem permitido a colheita de duas safras anuais em algumas culturas, como a do milho. A Embrapa tem contribuído decisivamente para a consolidação do Brasil como um dos líderes da agricultura e da pecuária mundiais, para o que criou o Zoneamento de Risco Climático, o Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono e o RenovaBio. No Ceará, várias empresas da agropecuária - entre elas Itaueira, Agrícola Famosa, Fazenda Flor da Serra, Nordeste Vegetais e a Fazenda Barreiras - utilizam tecnologias da Embrapa.

Previdência

Ainda está em dúvida sobre quem é contra a reforma da Previdência? Eis alguns números esclarecedores: no Poder Legislativo, a aposentadoria média é de R$ 29.195,00 mensais; no Poder Judiciário, R$ 19.019,00; no Poder Executivo, R$ 8.852,00. E no INSS? Bem, no INSS o valor da aposentadoria média é de só R$ 1.371,00. São valores médios, pois há - nos três poderes da República - aposentados com proventos superiores a R$ 50 mil, inclusive aqui no Ceará.

Bolsonaro

Vice-presidente recém-eleito da Federação das Indústrias do Ceará (Fiec), Carlos Prado - cuja Cemac produz máquinas e implementos agrícolas em Fortaleza - vê três virtudes e três defeitos no Governo Bolsonaro. Virtudes: 1) Ter escolhido, sem fisiologia, seus ministros, com destaque para Economia, Justiça, Agricultura e Infraestrutura; 2) Ter sido eleito sem negociações, com pouquíssimos gastos de campanha; 3) Continuar acreditando que o futuro do País dependerá da atitude dos brasileiros, colocando o interesse da Nação acima dos interesses individuais. Defeitos: 1) Não controlar as atitudes dos próprios filhos; 2) Escolha de lideranças não qualificadas no Congresso Nacional; 3) Deixa que assuntos inexpressivos assumam proporções maiores do que os de maior interesse nacional.

Na África

Paulo André Holanda, superintendente do Senai-Ceará, viajará sábado, 1º de junho, para Moçambique. Fará palestra na Conferência Internacional de Educação Profissional, que se realizará naquele país africano, com o qual o Senai-Ceará tem estreita relação.

Resíduos Sólidos

Hoje, a partir das 8 horas, e amanhã, no auditório da CDL Fortaleza, a Agência Reguladora do Ceará (Arce), em parceria com o Instituto Future e a Funcepe, promoverá um debate sobre a Política Nacional dos Resíduos Sólidos. O secretário Nacional de Saneamento Ambiental do Ministério do Desenvolvimento Regional, Jônathas Castro, abre o evento com uma palestra sobre as ações do Governo Federal na área. Da programação técnica, consta debate acerca da Parceria Público Privada (PPPs) em projetos de aproveitamento de resíduos sólidos.

Corretores

Uma das maiores construtoras do País, a MRW Engenharia - com presença em Fortaleza - está elegendo 20 de centenas de corretores de imóveis que se candidataram a um chamado da empresa. Os selecionados trabalharão para a MRW de forma autônoma, sendo remunerados por comissão sobre vendas.

UECE

Informa a Universidade Estadual do Ceará (Uece): no último mês de abril, foram diplomados 694 mestres e doutores.

Novos Aviões

Festa na TAP, que tem voo diário ligando Fortaleza a Lisboa e de lá para toda a Europa: sua frota alcançou, sexta-feira, 24, a marca de 100 aviões. Ela recebeu naquele dia sua terceira aeronave do modelo A-330-Neo. Até 2025, a TAP terá incorporado 71 novos aviões Airbus.

Pergunta

Após as manifestações de ontem, o que virá?

Você tem interesse em receber mais conteúdo de negócios?

Assuntos Relacionados