Egídio Serpa: Fao diz que alimento brasileiro é saudável

São controlados, testados e aprovados os alimentos produzidos no Brasil. Quando há resíduos de agroquímicos neles, estão abaixo do que permitem os códigos internacionais. Quem o diz é o brasileiro Guilherme Costa, presidente do Codex Alimentarius, programa conjunto da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) e da Organização Mundial da Saúde (OMS), criado em 1963, com o objetivo de estabelecer normas internacionais na área de alimentos, incluindo padrões, diretrizes e guias sobre Boas Práticas e de Avaliação de Segurança e Eficácia. O Codex Alimentarius tem sede em Bruxelas. Traduzindo: o que nós brasileiros temos na nossa mesa para comer, diariamente, são alimentos saudáveis, e não venenos, como insistem em dizer ONGs ambientalistas financiadas por países que temem a concorrência do Brasil no setor mundial do agronegócio. Esta é mais uma informação para esclarecer os desinformados.

Banana

Produtora de banana nanica na Chapada do Apodi, cuja produção, com a marca Pura Vida, é comercializada nos supermercados brasileiros e exportada para a Europa, a Tropical Nordeste, dirigida pelo empresário Edson Brok, celebrou, ontem, 15 anos de atividades. Houve confraternização à tarde em sua Fazenda Banesa, no município de Quixeré.

Tilápia

Continuam secos os grandes açudes do Ceará. Por causa disto, caiu a quase zero, neste Estado, a produção de tilápia, o peixe mais consumido pelas populações do semiárido nordestino. Os irmãos cearenses Francisco e Manoel Rocha, sócios da F. S. Rocha Pescados e Mariscos, dona da maior loja de peixes de Fortaleza, informam: toda a tilápia que vendem vem de Santa Catarina, Bahia e Minas Gerais.

Mudança

Tudo muda, inclusive a nomenclatura dos projetos imobiliários. É o efeito natural do avanço da comunicação com suas novas linguagens e seus novos apelos de marketing. Por exemplo: o que antes todo o mundo chamava de projeto de loteamento, agora é chamado de cidade inteligente.

Uniram-se o Senai do Ceará, o BNB, o Sebrae e a Prefeitura de Aracati que promovem, desde ontem, cursos de qualificação de mão de obra para o Polo de Moda daquele Município. Paulo André Holanda, superintendente do Senai, entusiasma-se com o projeto e diz que o aracatiense é vocacionado para a moda.

Aprovado de forma simbólica - só com o voto dos líderes - o projeto de lei que pune o abuso de autoridade é mais uma tentativa de acabar com a Lava Jato. O pior é que, se sancionar a Lei, Bolsonaro ajudará não só o filho Flávio - senador - mas também uma penca de parlamentares envolvidos em denúncias da Lava Jato. Como sair dessa?

Você tem interesse em receber mais conteúdo de negócios?

Assuntos Relacionados