Dólar sobe 0,6% ante real, com apreensão sobre petróleo e contas fiscais

BC reduziu intervenções diárias sobre o câmbio, o que também colaborou para a alta da moeda norte-americana, que chegou a R$ 2,70 nesta segunda-feira (5)

Escrito por Reuters,

Negócios

O dólar fechou em alta ante o real nesta segunda-feira, impulsionado pela persistente queda dos preços do petróleo e por preocupações com a Grécia, além de dúvidas sobre a recuperação da credibilidade da política fiscal brasileira.

Agentes financeiros também adotaram postura cautelosa antes da divulgação, na quarta-feira, da ata da última reunião do Federal Reserve, banco central norte-americano. A redução das intervenções diárias do Banco Central brasileiro também contribuiu para a pressão sobre o câmbio.

A moeda norte-americana subiu 0,6%, a R$ 2,7087 na venda, após chegar a subir quase 1,5%, a R$ 2,7315, na máxima da sessão. Segundo dados da BM&F, o giro financeiro ficou em torno de US$ 1,6 bilhão.