Dólar encerra a sessão estável, a R$ 3,14

No exterior, o dólar subia ante uma cesta de moedas, mas caía ante algumas divisas de países emergentes

Escrito por Redação Diário do Nordeste,

Negócios

O dólar encerrou a sessão do último dia da semana estável, com leve recuo de 0,01%, a R$ 3,1471 na venda. Os dados sobre o mercado de trabalho nos Estados Unidos deram a entender que o Federal Reserve, banco central americano, pode voltar a subir a taxa de juros do País norte-americano só em 2018.

Na mínima, o dólar marcou R$ 3,1231 e, na máxima, R$ 3,1490. O dólar futuro caia cerca de 0,05% no fim da tarde. Nos EUA, a criação de vagas de trabalho desacelerou mais do que o esperado em agosto, após duas altas fortes. Dessa forma, os juros futuros de curto prazo nos EUA subiram e o Fed não deve elevar a taxa antes de meados de 2018.

No exterior, o dólar subia ante uma cesta de moedas, mas caía ante algumas divisas de países emergentes.

No Brasil, o mercado segue atento ao cenário político, à espera do que vai acontecer no Congresso Nacional nos próximos dias. Os investidores também esperava que o Banco Central voltasse a atuar no mercado de câmbio com swaps cambiais, que equivalem à venda futura de dólares.