Dólar cai mais de 1% e volta a R$ 3,30

Os investidores se mantiveram à espera de novidades na cena política

Escrito por Redação Diário do Nordeste,

Negócios

Corrigindo parte da alta de 1,65% acumulada nas quatro últimas sessões e sem influências do exterior, o dólar caiu 1,13%, vendido a R$ 3,3015 na sessão desta segunda-feira (26). O mercado continuou atento ao risco político doméstico.

Os investidores se mantiveram à espera de novidades na cena política, como a apresentação de denúncia da Rodrigo Janot, procurador-geral da república, contra o presidente Michel Temer.

O mercado também acompanhou, atento, o comportamento de parte das moedas no exterior, onde tinha baixa firme ante o peso mexicano e o rand sul-africano, além de outras.

No cenário externo, de modo geral, o mercado reagiu às avaliações de que o Federal Reserve (Fed), banco central dos Estados Unidos, pode não elevar muito os juros.

O dólar futuro tinha baixa de cerca de 1,25% no final desta tarde. A moeda norte-americana bateu R$ 3,29 na mínima do dia.

O Banco Central do Brasil vendeu integralmente a oferta de até 8,2 mil swaps cambiais tradicionais - que equivalem à venda futura de dólares - para rolagem dos contratos que vencem em julho. Com isso, já rolou US$ 5,740 bilhões do total de US$ 6,639 bilhões que vencem no mês que vem.