Desemprego em Fortaleza fica em 12,9% em maio ante 13,6% em abril

Taxa é a maior para o mês desde 2008

Com contingente de desempregados na Região Metropolitana de Fortaleza estimado em 236 mil pessoas, o desemprego no mês de maio foi a 12,9%, maior taxa para o mês desde 2008. Apesar disso, o resultado revela desaceleração do indicador, já que, em abril, a taxa de desocupação estava em 13,6%. Os dados são da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED/RMF) divulgada nesta quarta-feira (29).

> Desemprego no País fica em 11,2% no trimestre até maio

De acordo com o levantamento, realizado pela Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS), Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), Fundação Seade e Dieese, o resultado de maio representa uma diminuição no número de desempregados em 16 mil. A taxa de desocupação decorreu da redução da força de trabalho local (25 mil saíram do mercado de trabalho).

O tempo médio de procura por trabalho despendido pelos empregados permaneceu estável em 29 semanas, ou 7,25 meses, entre os meses de abril e maio de 2016.

O levantamento mostra ainda que o nível de ocupação reduziu-se em 0,6% no mês, com o contingente estimado em 1.593 pessoas. Esse resultado decorreu de perdas de postos de trabalhos na Construção (- 6 mil), no comércio (- 3 mil) e da relativa estabilidade da indústria (-1 mil). Nos serviços, houve elevação de 4 mil vagas.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios