Desde 2007, alimentos subiram 129%

Percentual está bem acima da inflação desse intervalo, que ficou em 77,4%

Escrito por Redação Diário do Nordeste,

Negócios

Alimentos e bebidas tiveram avanço de 129% em dez anos, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O percentual está bem acima da inflação oficial, que ficou em 77,4%.

Para alguns alimentos, a alta foi ainda mais forte: a cebola variou 438,99% desde janeiro de 2007. A batata inglesa ficou 393,76% mais cara, enquanto o preço da tangerina subiu 390,95%. A mandioca, a abóbora e a cenoura subiram 372,87%, 337,02% e 336,36%, respectivamente.

Os problemas climáticos no mundo estão entre as causas da alta nos preços.

Redução nos peixes

Apesar das elevações em alimentos conhecidos na mesa dos brasileiros, houve redução nos preços dos peixes nos últimos dez anos: o peroá, o pintado e o linguado tiveram queda de 23,15%, 8,48% e 0,64%.