Coronavírus: Governo do Estado cria grupo de trabalho para planejar volta ao trabalho

A equipe irá definir estratégias para a volta das atividades, respeitando as recomendações das autoridades de saúde

Legenda: É competência do grupo propor medidas que possibilitem a retomada do curso de crescimento econômico do Estado, monitorar os impactos econômicos decorrentes das medidas restritivas de enfrentamento da doença, entre outras

O Governo do Estado instituiu grupo de trabalho estratégico para auxiliar no desenvolvimento do plano de retomada da atividade econômica no Ceará. O lista conta com representantes do Estado, do setor produtivo cearense, e da sociedade civil. No texto publicado no Diário Oficial do Estado na última terça-feira (21), fica claro que o caráter do grupo será consultivo, sem poder de decisão, e subjulgado às recomendações da Secretaria da Saúde (Sesa).

"A Sesa definirá os critérios técnicos e epidemiológicos que integrarão o planejamento da gradual e segura retomada do crescimento econômico", diz o documento.

Ao mesmo tempo, o Governo reconhece que é "decisivo para o processo de retomada do crescimento da economia cearense o planejamento de ações que, sem perder de vista os cuidados relacionados ao combate à COVID-19, possibilitem toda a segurança necessária à rápida retomada da atividade econômica, tão aguardada pelo comércio e setor produtivo, retomada que, sem dúvida, virá acompanhada de indiscutível impacto social positivo, permitindo a manutenção e a criação de inúmeros empregos".

Tarefas

Será competência do grupo propor medidas que possibilitem a retomada do curso de crescimento econômico do Estado; assessorar o governador Camilo Santana no estabelecimento de políticas e diretrizes voltadas ao desenvolvimento econômico; promover a articulação entre Governo e comércio e setor produtivo para identificar demandas e possíveis soluções; estabelecer práticas que promovam o alinhamento do setor econômico com as autoridades públicas relativas ao combate da Covid-19.

O grupo ainda irá monitorar os impactos econômicos decorretes das medidas restritivas de enfrentamento da doença; articular com os setores alternativas para reduzir os efeitos econômicos negativos; e analisar provocações do comércio e setor produtivo que questionem a necessidade de ampliação das atividades essenciais.

Composição do grupo

Integram o grupo de trabalho o secretário de Estado Chefe da Casa Civil, secretária da Fazenda, secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, secretário da Saúde, secretário do Turismo, procurador-geral do Estado, procurador-geral de Justiça, representante do Ministério Público Federal, representante do Ministério Público do Trabalho, denfensora pública geral do Estado, representante da Ordem dos Advogados do Brasil, represetnante da Prefeitura de Fortaleza. 

Também faz parte da equipe representante da Associação dos Municípios do Estado, superintendente regional do Trabalho e Emprego, representante da Federação das Indústrias do Estado do Ceará, representante da  Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Ceará, representante da Câmara de Dirigentes Lojistas e representante da Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Ceará, Piauí e Maranhão.

A Casa Civil irá coordenar o grupo de trabalho, agendando reuniões e dando o suporte necessário.

Você tem interesse em receber mais conteúdo de negócios?