Coronavírus: Ceará tem todos os eventos e feiras cancelados ou adiados

Representantes do setor de eventos afirmaram que impactos econômicos serão sentidos, apesar de não haver uma estimativa do tamanho da redução da movimentação financeira. Shoppings cancelaram, por tempo indeterminado, os eventos públicos

Legenda: Centro de Eventos cancelou todas as atividades
Foto: Foto: José Leomar

Todos os eventos e festivais que seriam realizados no Ceará, no primeiro semestre deste ano, estão sendo cancelados ou remarcados para os últimos seis meses de 2020. A reorganização de planejamento foi impulsionada após a declaração do estado de emergência pelo Governo do Ceará referente à pandemia do novo coronavírus. Segundo representantes do setor de eventos, o impacto econômico já está sendo sentido. 

De acordo com Circe Jane Teles, presidente do Sindicato das Empresas Organizadoras de Eventos e Afins do Estado do Ceará (Sindieventos), todos os festivais e eventos culturais foram cancelados, enquanto que as conferências estão sendo remarcadas para o segundo semestre. Além disso, festas em buffets, como aniversários e casamentos, por exemplo, também estão sendo cancelados ou adiados. 

> Iguatemi vai funcionar de 12h às 20h como ação preventiva contra o coronavírus
> Hotelaria e comércio pedirão isenção de impostos ao Estado e Prefeitura para contornar crise de coro

Circe Jane, contudo, afirmou que é impossível estimar o impacto econômico em dados consolidados. Será preciso esperar o desenvolvimento da situação de saúde para ter uma análise mais precisa, segundo ela. Mas as empresas de evento já estão sentido os reflexos dos primeiros casos de contaminação do novo coronavírus. No Ceará, já foram registrados pelo menos 9 casos da doença causada pelo Covid-19. 

"A gente está seguindo as regras e portarias do Governo Estadual e sabemos que é um caso muito sério. Não podemos nos furtar de todos os cuidados, e todo mundo está cancelando eventos para evitar uma contaminação", disse Circe.

"Casamentos estão sendo cancelados ou adiados,  assim como congressos e feiras, tudo está sendo revisto. Além disso, a hotelaria já nos avisou que não vai receber pessoas do exterior", completou. 

Corroborando a perspectiva, a vice-presidente da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis Ceará (Abih-CE) e presidente do Convention Bureau, Ivana Bezerra afirmou que a previsão de ocupação hoteleira já apresentou queda desde a confirmação dos casos de coronavírus no Ceará. No mês passado, a perspectiva era de que 70% dos leitos estivessem ocupados em março, prevendo a chegada de turistas para eventos. 

Contudo, agora, a Abih indicou uma ocupação de apenas 56%. A queda no número de chegada de turistas de eventos, segundo Ivana, impacta toda a cadeia do comércio, já que as pessoas que vêm ao Ceará acabam fazendo muitas compras. 

"Quando um participante de evento chega aqui, o impacto é desde a chegada no aeroporto, com consumo no comércio, em bares e hotéis. Como hoteleira, estou sem saber por onde começar a agir. O impacto é imediato", disse Ivana.

A presidente do Convention Bureau também disse que as empresas de evento estão fazendo esforços para que os eventos não sejam cancelados totalmente. A intenção é adiar as feiras e convenções para o segundo semestre para garantir a movimentação financeira na economia do Estado.  

"A gente falar em números é complicado. Ainda é difícil falar em impacto, mas estamos trabalhando para levar esses eventos para o segundo semestre, até porque algumas empresas até já pagaram algumas coisas", afirmou Bezerra.

Shoppings

Entre os shoppings a perspectiva é também de que todos os eventos públicos sejam cancelados nos próximos dias. O Shopping Iguatemi confirmou que seguirá as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e cancelará todos os eventos públicos por tempo indeterminado. 

"Estamos muito atentos a todas as medidas de segurança necessárias e sugeridas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pelo Ministério da Saúde do Brasil nos cuidados com a Covid-19. Sendo assim, intensificamos nossos esforços na limpeza e higienização e em procedimentos preventivos", disse a gestão do shopping em nota. O Iguatemi também reduziu o horário de funcionamento e ficará aberto das 12h às 20h a partir desta quarta (18).

O Grand Shopping também confirmou que irá cancelar eventos públicos por tempo indeterminado. Segundo a gestão, o "Festival de Covers, que ocorreria entre os dias 21 e 28 de março, terá uma nova data, que será informada posteriormente".

O Shopping Parangaba foi outro empreendimento que confirmou o cancelamento de eventos por tempo indeterminado, assim como a Rede Ancar Ivanhoe no Ceará. O grupo congrega North Shopping Fortaleza, North Shopping Jóquei, North Shopping Maracanaú e Via Sul Shopping. 

O RioMar Fortaleza e o RioMar Kennedy também cancelaram eventos públicos. A gestão dos shoppings também confirmaram uma redução de horário a partir desta quarta (18), aplicando expediente de 12h às 20h.

"O RioMar Fortaleza e o RioMar Kennedy entendem que essa decisão é uma medida de precaução responsável e de respeito e cuidado a todos os seus clientes. É um momento de conscientização e de colaboração de toda a sociedade", disse a gestão dos shoppings em nota.

O Shopping Benfica não respondeu a reportagem até o fechamento desta matéria. 

Tira as dúvidas sobre o novo coronavírus: 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou pandemia do Covid-19, no dia 11 de março. O órgão alertou que o número de pacientes infectados, de mortes e de países atingidos deve aumentar nos próximos dias e semanas.

O termo pandemia se refere ao momento em que uma doença já está espalhada por diversos continentes com transmissão sustentada entre as pessoas.

Casos confirmados no Brasil

TRANSMISSÃO E CUIDADOS

O novo vírus é transmitido por vias respiratórias, pelo ar, e por gotículas de saliva que saem em um espirro ou tosse, por exemplo, e também podem ser transferidas por contato físico ou superfícies contaminadas.

SINTOMAS

Os principais sintomas são tosse seca, febre e cansaço. Algumas pessoas podem sentir dores no corpo, inflamação na garganta, congestionamento nasal e diarreia.

PREVENÇÃO

As pessoas devem ter cuidado com a higienização das mãos e evitar tocar mucosas do olho, nariz e boca.

> Diário lança e-book para compartilhar pelo WhatsApp

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios