Coronavírus: BNB oferece repactuação de operações de crédito por meio digital

As operações podem ser efetuadas até o dia 30 de setembro deste ano

Foto: Foto: BNB/Divulgação

Diante da pandemia do coronavírus (Covid-19), clientes do Banco do Nordeste (BNB) que tenham empreendimentos afetados por conta deste cenário poderão repactuar suas operações de crédito até o dia 30 de setembro deste ano. Para aderir, o cliente não pagará tarifas e nem será preciso realizar amortizações prévias.

A ação também é valida para as empresas micro, pequeno e pequeno médio porte, por meio do Internet Banking Nordeste Eletrônico, inclusive via mobile. "A repactuação emergencial beneficia empreendimentos que, devido aos impactos da pandemia, estejam em déficit de caixa momentâneo, mas que tenham previsão de normalização das dificuldades financeiras após a minimização dos efeitos da crise, o que permitirá a retomada do fluxo de pagamento da operação", pontua o banco em nota. 

Condições

Poderão ser repactuadas as operações que estão em situação de normalidade ou com atraso de até 90 dias e, que o cliente não esteja em situação de falência, recuperação judicial e não possua qualquer obrigação em prejuízo. A ação auxilia clientes de todos os portes, sendo possível estabelecer um prazo de carência por até seis meses, com acréscimo de mais seis meses após o vencimento.

Para os  clientes mini, micro, pequeno e pequeno-médio porte as operações contratadas estarão automaticamente abrangidas na repactuação. Já em caso de financiamentos contratados com empreendimentos de médio e grande porte, o consumidor deve justificar a prorrogação.

As operações para os clientes não rurais de micro, pequena e pequena-media empresa tem a possibilidade de capitalização de juros durante o período de carência, já as médias e grandes empresas tem a possibilidade de fazer a capitalização de juros em até seis meses.

Serviço

O cliente deve entrar em contato com o gerente dele ou ligar para a Central de Relacionamento do Banco do Nordeste: 0800 728 3030.