Codefat aprova parcelas extras do seguro-desemprego

O Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat) aprovou nesta segunda-feira (30) a ampliação do pagamento do seguro-desemprego em mais duas parcelas. O benefício já tinha sido anunciado na semana passada pelo ministro do Trabalho, Carlos Lupi. Serão beneficiados, a partir de abril, 103,7 mil trabalhadores demitidos em dezembro de 42 subsetores da economia cuja produção foi afetada pela crise financeira.

Segundo o presidente do Codefat, Luiz Fernando Emediato, essas duas parcelas extras vão implicar um custo adicional ao FAT de R$ 126 milhões. Entre os setores cujos trabalhadores terão direito ao benefício estão metalurgia, química, têxtil e indústria mecânica.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios