Ceará terá mais 280 mil testes rápidos de Covid-19 nesta semana, diz Camilo Santana

Governador também confirmou que doença está em tendência de estabilização no Estado e que até quinta-feira vai anunciar o plano de reabertura da economia

Legenda: O governador ainda ressaltou que as decisões tomadas seguem a Ciência e têm como "prioridade absoluta" a proteção à vida
Foto: Foto: Reprodução/Facebook

O Governo do Estado vai iniciar nesta quarta-feira (27) a distribuição de mais de 280 mil testes rápidos de Covid-19 para as unidades públicas de saúde de Fortaleza e interior do Estado. O anúncio foi feito nesta terça-feira (26) pelo governador Camilo Santana. Ele também confirmou a tendência de estabilização da doença na Capital.

 

"O Ceará é o estado que mais testa no Brasil. Vamos iniciar a distribuição nesta semana de mais de 280 mil testes rápidos no interior e Capital para identificar a covid no Estado. Isso já faz parte de uma luta diária, de ampliar a rede de saúde, de ampliar protocolos e permitir que mais pessoas tenham atendimento", disse Santana.

Sobre a estabilização da incidência da doença, o governador confirmou a tendência em Fortaleza e em algumas regiões do Estado. "É um alento porque estamos confirmando uma tendência de estabilização na Capital". 

O governador reforçou ainda que está regionalizando o atendimento para a doença, ampliando a rede de saúde.

"Já chegamos a marca de 2.371 novos leitos para tratamento da Covid-19. Nós estamos neste momento efetivando esse trabalho de regionalização no atendimento", acrescentou.

Flexibilização
Santana também afirmou que até quinta-feira (28) vai anunciar o plano de reabertura da economia cearense, com a flexibilização do decreto estadual de isolamento social.

"Hoje (terça-feira), eu tive uma reunião com a equipe econômica do governo junto com a equipe da saúde e fechamos o plano de retomada da economia do Estado. Deverá ser apresentado amanhã (quarta-feira) ou quinta-feira".

O governador informou que o plano levará em consideração todas as regiões do Estado em relação à contaminação da Covid-19. "Vamos apresentar os critérios estabelecidos para o início da reabertura com orientações regionalizadas, de acordo com o índice de incidência da doença, mas já é um início".