Camilo: equipamentos comprados da China para enfrentar coronavírus devem chegar até 15 de abril

Compra foi efetuada em cooperação com outros governadores do Nordeste. Lista de produtos deve incluir equipamentos de proteção individual, como máscaras e luvas, além de respiradores e outros insumos

Uma remessa de respiradores e materiais de equipamentos de proteção individual deverá chegar ao Estado até o dia 15 de abril. Os equipamentos foram comprados da China para o combate ao novo coronavírus. A informação foi confirmada pelo governador Camilo Santana durante transmissão ao vivo pelo Facebook. 

A compra foi efetuada em cooperação com outros governadores do Nordeste. A estratégia vem sendo utilizada para combater a competitividade na buscas pelos materiais no mercado internacional. Durante a transmissão, o governador destacou a dificuldade de adquirir equipamentos hospitalares, relatando que todos os países estão passando por esse problema. 

"Essa semana já se inicia a chegada de equipamentos e esperamos que até o fim da primeira quinzena (de abril) já chegue parte dos equipamentos comprados fora do Brasil para equipar os hospitais no Ceará", disse Camilo.

O Ceará atingiu o número de 31 óbitos causados por Covid-19, nesta segunda-feira (6). Conforme a plataforma digital IntegraSUS, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa-CE), a capital cearense registra o maior número de mortes, sendo 24, e também o maior número de casos, chegando a 925, conforme os dados atualizados até as 16h45 desta segunda-feira. Ao todo, o Ceará tem 1023 casos, de acordo com a última atualização da plataforma.

Lista de produtos

A lista de produtos deve incluir equipamentos de proteção individual, como máscaras e luvas para formação de estoque do Estado, além de respiradores e outros insumos.

Para contornar as dificuldades de compra, Camilo ressaltou que empresas cearenses já estão produzindo máscaras e outros itens de proteção. O objetivo é proteger os profissionais de saúde no Estado. 

"Muitas empresas aqui já estão produzindo máscaras e outros materiais de equipamento de proteção individual, pois é importante termos estoques para proteger os profissionais de saúde", disse Camilo.

Renda básica emergencial

Camilo ainda destacou que os governadores do Nordeste estão preocupados com a liberação da renda básica emergencial anunciada pelo Governo Federal. O projeto deverá pagar R$ 600 para trabalhadores informais.

> R$ 600 em 15 dúvidas: Como vai funcionar o projeto de renda básica emergencial 

Auxílio emergencial de R$ 600 deve chegar primeiro a quem recebe Bolsa Família

No Ceará, segundo levantamento do Governo do Estado, 2,8 milhões de pessoas deverão ser beneficiadas pelo projeto. 

"Temos a preocupação da liberação da renda emergencial, que é a ajuda para trabalhadores informais. Isso é fundamental. Nós fizemos um levantamento que diz que 2,8 milhões deverão receber esse auxílio no Ceará, então estamos preocupados para que o Governo Federal faça essa liberação", revelou Camilo.