Bolsa sobe a 105 mil pontos; dólar fecha o dia em queda a R$ 4,15

Pregão foi marcado pelo vencimento de contratos de opções com muitos investidores posicionados ao redor dos 105 mil pontos

Legenda: A moeda americana estava em trajetória de alta com a queda de juros no Brasil, movimento que foi impulsionado pela fala do ministro
Foto: Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

A Bolsa brasileira descolou dos índices americanos nesta quarta-feira (16) e conseguiu fechar em alta. O dólar recuou após ter se aproximados dos R$ 4,19 durante o começo do dia.

O Ibovespa, principal índice acionário do País, chegou a começar o dia em queda, retomando o nível de 103 mil pontos.

Mas o pregão foi marcado pelo vencimento de contratos de opções com muitos investidores posicionados ao redor dos 105 mil pontos o que ajudou a levar o índice para cima.

A Bolsa fechou em alta de 0,89%, a 105.422 pontos. O volume de negociação superou os R$ 31,595 bilhões, ante a média diária de R$ 16 bilhões registrada neste ano. Essa distorção também é explicada pelo vencimento de opções.

Câmbio
No mercado de moedas, o dólar também registrou forte oscilação. Começou o dia em alta e chegou à máxima de R$ 4,1880. O alívio veio no meio da tarde: o dólar terminou em queda de 0,21%, a R$ 4,1570.

Dados publicados pelo Banco Central nesta quarta-feira confirmaram que o País voltou a registrar saída líquida de moeda estrangeira na semana passada. O déficit foi de US$ 3,186 bilhões entre 7 e 11 de outubro, na nona semana consecutiva de saída de dólares do país. Apenas nesta nove semanas, a perda foi de US$ 17,788 bilhões.


Assuntos Relacionados