Bolsa emenda 4ª semana de queda

São Paulo. As dúvidas sobre a capacidade do governo de aprovar a reforma da Previdência pesaram sobre o mercado financeiro nessa sexta-feira (10) e fizeram a Bolsa brasileira emendar a quarta semana seguida de desvalorização. O dólar subiu nessa sessão, mas acumulou queda na semana por preocupações com o plano tributário do americano Donald Trump.

O Ibovespa, índice das ações mais negociadas, recuou 1,05%, para 72.165 pontos, menor nível desde 5 de setembro. O giro financeiro foi de R$ 8,995 bilhões, abaixo da média diária do mês (R$ 10,37 bilhões). Na semana, a queda foi de 2,37%.

O dólar comercial registrou alta de 0,61%, para R$ 3,281. Na semana, houve desvalorização de 0,82%. O dólar à vista, que fecha mais cedo, encerrou o dia com avanço de 0,56%, a R$ 3,277. No acumulado da semana, recuou 0,85%.

A queda da Bolsa nessa sexta refletiu a inquietação dos investidores com o encaminhamento da reforma da Previdência.