Black Friday: 4 dicas rápidas para não errar na compra de celular

Combinar o melhor preço do mercado com a necessidade específica do cliente pode ser o "match" perfeito.

Smartphones estão entre os itens mais buscados na Black Friday
Legenda: Smartphones estão entre os itens mais buscados na Black Friday

Com a proximidade da Black Friday, os consumidores que precisam trocar de celular devem ficar ainda mais atentos às oportunidades.

A chuva de promoções pode ofuscar quais são as verdadeiras necessidades do cliente. A primeira pergunta que deve ser feita é: “Eu preciso realmente de um novo celular?”

Se a resposta for positiva, vale a pena atentar para alguns cuidados antes de finalizar a compra. Saiba o que os especialistas recomendam:

  • Qual a minha prioridade?

Foto? Vídeo? Bateria, para pessoas que precisam passar muito tempo fora de casa? Processador, no caso do consumidor que usa o celular para jogar ou atividades mais "pesadas"? É necessário, antes de tudo, entender que tipo de funcionalidades você prioriza no aparelho e, a partir daí, filtrar as várias opções disponíveis no mercado de acordo com o seu perfil.

  • Reduzindo as opções

Depois de saber qual é o ponto forte que o celular precisa atender, é hora de selecionar quais são as opções do mercado que suprem essa necessidade. Provavelmente, nesta parte do processo, você já terá afunilado consideravelmente as opções.

  • Cabe no meu bolso?

Apesar de pertencentes à mesma categoria, o preço dos celulares pode oscilar bastante. Por isso, é importante fazer uma lista dos mais baratos e mais caros. E no caso das promoções da Black Friday, lembre-se de investigar os valores antes e depois para se certificar de que os descontos são reais. Use sites que comparam preços para obter os melhores resultados.

  • Quem comprou indica? 

Escolhido o celular ideal para suas necessidades e possibilidades financeiras, é hora de saber como está a experiência de quem já adquiriu o produto, isso miniminiza as chances de ter problemas futuros. Seguindo estas dicas, a chance de comprar por impulso e se arrepender da aquisição é bem menor.

 

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios