BC anuncia plataforma de educação financeira de bancos para outubro de 2021

Com a ferramenta, as instituições participantes poderão criar programas de recompensas semelhante ao de milhagens, com acúmulo de pontos

Roberto Campos Neto
Legenda: "Um dos primeiros passos para a construção de uma plataforma inovadora é a criação de um indicador de saúde financeira do brasileiro", afirmou o presidente do BC
Foto: Agência Brasil

O presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, anunciou que os bancos vão oferecer uma plataforma de educação financeira a partir de outubro de 2021. Com a ferramenta, as instituições participantes poderão criar programas de recompensas semelhante ao de milhagens, com acúmulo de pontos.

"Essas recompensas serão desenhadas por cada instituição financeira", explicou o presidente do BC na abertura da 7ª Semana Nacional de Educação Financeira nesta segunda-feira (23).

Plataforma
O projeto piloto, segundo Campos Neto, será entregue em janeiro do próximo ano. A plataforma, feita em parceria com a Febraban (Federação Brasileira de Bancos), permitirá que o cliente faça um diagnóstico de sua saúde financeira. Além disso, terá informações e cursos personalizados sobre o tema.

A iniciativa foi anunciada pela autarquia em janeiro deste ano e a expectativa era que a plataforma fosse lançada até junho.

> Mercado aumenta previsão de inflação e prevê queda menor do PIB

"Um dos primeiros passos para a construção de uma plataforma inovadora é a criação de um indicador de saúde financeira do brasileiro, para o qual está sendo realizada uma pesquisa de campo com 10 mil brasileiros", afirmou o presidente do BC.

Projeto Piloto
Além disso, a autoridade monetária anunciou um projeto que tem o objetivo de levar educação financeira ao ensino fundamental das escolas públicas, chamado de Aprender Valor. "O projeto está em sua etapa piloto, com a participação em seis unidades da Federação [Ceará, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará e Paraná]", disse Campos Neto.

"Com a expansão para os demais estados, a partir do segundo semestre de 2021, o Aprender Valor tem o potencial de chegar aos cerca de 21 milhões de estudantes do ensino fundamental de escolas públicas de todo o país", completou.

Para as famílias que perderam renda com a pandemia da Covid-19, o BC disponibilizou em seu site uma página sobre "educação financeira em tempos de coronavírus", com informações para auxiliar na reorganização financeira.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre negócios

Assuntos Relacionados


Egídio Serpa 22 de Janeiro de 2021