Após acidente, obras da CSP são paralisadas

Posco declarou luto oficial depois de operário sofrer acidente no canteiro de obras por volta das 18h30 de ontem

Escrito por Redação,

Negócios

Atualizada às 13:23

As obras da Companhia Siderúrgica do Pecém (CSP), em São Gonçalo do Amarante, foram paralisadas na manhã de hoje por conta da morte do trabalhador Lucio Mauro de Souza, 41 anos,no canteiro de obras, na noite de ontem. A paralisação se deu por conta do decreto de luto oficial da Posco Engenharia e Construção (PEC) em respeito ao funcionário e, por isso, todas as atividades de hoje foram suspensas.

Nascido no Pará, o montador de andaime tinha residência temporária em São Gonçalo do Amarante, no distrito Vila das Almas. O primeiro atendimento ao funcionário foi feito no local e, em seguida, o funcionário foi levado para o Hospital Instituto Dr. José Frota, onde veio a falecer por volta das 21h30. As causas do acidente estão sendo apuradas. Ele era casado e deixa três filhos.

De acordo com Francisco Evandro Pinheiro, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Montagens Industriais do Estado do Ceará (Sitramonti), os operários devem se reunir amanhã de manhã em Assembleia para decidir se voltarão ao trabalho. "É preciso verificar algumas falhas. Constantemente vem acontecendo acidentes, com perda de dedos, machucados. Nossa reivindicação é por mais segurança". A articulação acontece em conjunto com o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção de Estradas, Pavimentação e Obras de Terraplanagem em Geral (Sintepav-CE).

 

Pesar

Em nota, a PEC e a subcontratada Santos CMI lamentaram o ocorrido e garantiram estarem dando todo o suporte necessário à família. O corpo deve ser sepultado no Pará. A CSP também se solidarizou com os familiares e colegas de Lucio Mauro e afirmou estar acompanhando as providências que estão sendo tomadas pela PEC e a Santos CMI assegurando todo o suporte necessário à família.