Vacina americana contra Covid-19 é "possível" antes das eleições de novembro, diz Trump

Presidente dos EUA expressa otimismo com calendário de lançamento de antídoto

Legenda: Donald Trump tenta ser reeleito em novembro
Foto: AFP

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (6) que uma vacina contra a Covid-19 pode ser produzida antes das eleições presidenciais de 3 de novembro, um cronograma mais otimista do que o apresentado por seu principal consultor epidemiológico. 

Quando perguntado pelo radialista conservador Geraldo Rivera se uma vacina poderia estar disponível para as eleições, o presidente respondeu que acreditava que "em alguns casos, sim", acrescentando que também era "possível antes". 

"Por volta desta data", disse Trump sobre a disponibilidade do imunizante, que poderia chegar "antes do final do ano". "Pode ser muito mais cedo", enfatizou. 

Trump também disse que os Estados Unidos têm "um grande número" de vacinas em estudo.

Na quarta-feira, Anthony Fauci, o principal consultor médico da Casa Branca para a pandemia, foi muito mais cauteloso. 

O cientista afirmou que estava "cautelosamente otimista" com o sucesso no desenvolvimento de uma vacina, que poderia ter sua segurança e eficácia reconhecidas em algum momento "até o final do ano, início de 2021". 

O governo do bilionário republicano está investindo grandes quantias de recursos federais no desenvolvimento de uma vacina, uma solução que é percebida como a única capaz de conter o vírus e acabar com os confinamentos que prejudicaram as economias em todo o mundo.

Você tem interesse em receber mais conteúdo internacional?