Para generais americanos, bomba pode ter causado explosões em Beirute, diz Trump

Autoridades do Líbano evitaram qualificar a tragédia como um ataque

Legenda: Explosões em região portuária de Beirute causou danos em edifícios ao redor e deixou mais de 70 mortos
Foto: AFP

O presidente Donald Trump disse nesta terça-feira (4) que generais americanos lhe disseram que as poderosas explosões registradas no porto de Beirute pareceram ter sido causadas por uma "bomba de algum tipo". 

"Parece um ataque terrível", disse Trump a repórteres na Casa Branca. 

"Parece isso, com base na explosão", acrescentou o presidente americano. "Encontrei nossos generais e eles acham que foi isso".

"Não foi um evento do tipo explosão de fábrica", disse.

"Parece, segundo eles - e eles sabem melhor do que eu -, mas parecem achar que foi um ataque".

"Era algum tipo de bomba". 

arte

As autoridades libanesas ainda não qualificaram como um ataque as explosões que sacudiram Beirute.

Duas grandes explosões atingiram o porto da cidade nesta terça-feira, matando pelo menos 73 pessoas e ferindo milhares. 

O primeiro-ministro libanês, Hassan Diab, disse que cerca de 2.750 toneladas de nitrato de amônio estavam estocados no armazém portuário de Beirute que explodiu.

"Não teremos descanso até encontrarmos a pessoa responsável pelo ocorrido para que preste contas", prometeu Diab. 

Trump ressaltou a "amizade muito boa" dos Estados Unidos "com o povo do Líbano" e destacou que seu país estava pronto "para ajudar".

Você tem interesse em receber mais conteúdo internacional?