Moradores da Itália enfrentam quarentena por coronavírus com canções nas varandas

Segundo país mais afetado do mundo pela doença mantém na música o elo de aproximação entre as vizinhanças

Legenda: Italianos cantam nas varandas durante a quarentena por coronavírus
Foto: Reprodução/Twitter

Até a última atualização do Ministério da Saúde, o segundo país mais afetado pelo coronavírus é a Itália, que já contabiliza mais de mil óbitos e mais de 15 mil casos confirmados da doença. A situação demandou cuidados extremos dos que vivem por lá, incluindo a quarentena da população em casa, desde a última segunda-feira (9). Contudo, na tentativa de suavizar o contexto vivido no país, os moradores têm desenvolvido um hábito de comunicação e relacionamento com a vizinhança: ir até as varandas das casas e apartamentos e tocar canções populares do país. 

Mesmo sem poderem ter um contato direto, a música tornou-se uma maneira de permanecer próximo aos vizinhos e amigos. O fato acontece em cidades como Nápoles, Roma, Turim e Florença. Para acertarem a hora de iniciar o concerto coletivo e improvisado, as redes sociais são a ferramenta mais adequada. Os momentos foram nomeados de "flashmobs sonoros", com grupos no Facebook para falicitar o contato. 

Diversos vídeos mostrando os momentos dos encontros musicais são compartilhados também pelas redes sociais, como o Twitter. Neles, é possível ouvir canções como "Bella Ciao", "Abbracciame" e "Grazie Roma".

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo