Joe Biden escolhe senadora negra para ser sua vice na disputa pela Casa Branca

Candidato democrata fez anúncio da escolha de companheira de chapa nesta terça-feira

Legenda: Senadora Kamala Harris é a escolhida para vice por Joe Biden
Foto: AFP

O candidato democrata à Casa Branca, Joe Biden, 77, anunciou, na tarde desta terça-feira, que escolheu o nome de sua vice na chapa que vai enfrentar o republicano Donald Trump na corrida presidencial do próximo dia 3 de novembro. A escolhida é a senadora negra Kamala Harris, da Califórnia. Aos 55 anos, ela será, em caso de vitória, a primeira mulher a chegar à vice-presidência nos Estados Unidos. 

"Tenho a grande honra de anunciar que escolhi @KamalaHarris, uma lutadora intrépida a favor dos mais fracos e uma das melhores servidoras deste país", anunciou Biden, em sua conta no Twitter.

A convenção democrata que vai referendar a chapa está marcada para começar na próxima segunda-feira (17) e vai se estender até a quinta-feira (20).

"Minha mãe costumava me dizer: Kamala, talvez você seja a primeira a conquistar muitas coisas. Assegure-se de não ser a última", gostava de repetir a senadora durante as primárias democratas.

Desde o início de sua carreira, esta filha de imigrantes da Jamaica e da Índia, rompeu barreiras. Depois de dois mandatos como promotora de San Francisco (2004-2011), foi eleita duas vezes promotora da Califórnia (2011-2017), tornando-se a primeira mulher, mas também a primeira pessoa negra, a chefiar os serviços jurídicos do estado mais populoso do país.

Em seguida, em janeiro de 2017, foi empossada no Senado em Washington, tornando-se a primeira mulher com raízes no sul da Ásia a chegar à Câmara alta na História dos Estados Unidos, e a segunda mulher negra no Senado americano.

Harris cresceu em Oakland, na Califórnia progressista dos anos 1960, orgulhosa da luta pelos direitos civis de seus pais.

Ela conhece bem o candidato democrata e era próxima do filho dele, Beau Biden, que morreu de câncer em 2015. Mas a também pré-candidata democrata surpreendeu ao atacar duramente Biden no primeiro debate democrata, em 2019, questionando suas posições sobre políticas para acabar com a segregação racial na década de 1970.

Na ocasião, contou emocionada que, quando era menina, viajava em um dos ônibus que levavam estudantes negros a bairros brancos. O intercâmbio a fez disparar nas pesquisas, mas rapidamente recuou, enquanto tentava definir o rumo de sua candidatura.

Depois de abandonar as primárias, em dezembro, declarou apoio a Biden em março. Mas alguns aliados do ex-vice-presidente de Barack Obama não perdoam a senadora por não ter se retratado o suficiente de suas críticas e advertem para uma companheira de chapa "ambiciosa" demais, uma avaliação considerada machista pelos partidários dela.

Seguem abaixo as principais reações de políticos e celebridades:

Donald Trump 

O presidente americano publicou um vídeo no Twitter em que questiona Kamala e a chama de falsa. "Kamala Harris fez campanha para se tornar presidente correndo para os braços da esquerda radical", diz o vídeo, em que ela é acusada de ter pedido novos impostos no valor de "trilhões".

Em entrevista coletiva na Casa Branca, Trump se disse surpreso com a escolha de Biden e criticou o que chamou de desempenho fraco da senadora nas primárias democratas.

Barack Obama 

O ex-presidente, que teve Biden como seu vice nos oito anos de seu mandato, afirmou que o candidato democrata "acertou em cheio com esta decisão", em extensa declaração no Twitter. "Joe tem agora uma companheira ideal para ajudá-lo a abordar os desafios reais que os Estados Unidos enfrentam", assinalou Obama, afirmando que Kamala "está mais do que preparada" para o cargo. 

Obama também mencionou a experiência pessoal e profissional da senadora, destacando que "Kamala passou sua carreira defendendo a nossa Constituição e lutando pelas pessoas que precisam de um tratamento justo".

Hillary e Bill Clinton 

A ex-candidata presidencial democrata Hillary Clinton disse estar "emocionada em dar as boas-vindas a Kamala Harris para uma candidatura democrata histórica. Ela já demonstrou ser uma funcionária e líder incrível, e sei que será uma parceira forte para Joe Biden", tuitou.

O ex-presidente Bill Clinton, marido de Hillary, comemorou o que chamou de "uma grande escolha".

Bernie Sanders 

O senador de Vermont Bernie Sanders, duas vezes candidato à presidência e cujas políticas progressistas empurraram o moderado Biden para a esquerda, cumprimentou Kamala, ex-oponente nas primárias democratas.

"Ela entende o que é necessário para defender os trabalhadores, lutar por atendimento médico universal e derrubar o governo mais corrupto da História", tuitou. "Vamos pôr mãos à obra e vencer."

Susan Rice 

"A senadora Kamala é uma líder forte e inovadora", afirmou Susan Rice, ex-assessora de Segurança Nacional de Barack Obama e uma das favoritas ao posto de companheira de chapa de Biden. "Estou certa de que a dupla Biden-Kamala será vencedora", tuitou, prometendo apoio.

Mindy Kaling 

"Já houve um dia mais emocionante?", questionou a atriz Mindy Kaling no Twitter. "Para todo o nosso país, claro, mas, principalmente, para minhas irmãs negras e índias, muitas de nós que passaram a vida inteira acreditando que alguém que se parece conosco nunca poderia ocupar um cargo elevado", publicou, referindo-se às raízes de Kamala, americana filha de imigrantes.

LeBron James 

O astro da NBA LeBron James tampouco conteve a emoção, e tuitou uma série de emojis de aplausos. "Amo ver e apoiar isto!", comemorou o jogador do Los Angeles Lakers.

Você tem interesse em receber mais conteúdo internacional?