França restringe vida noturna para conter surto de Covid-19

Marselha, cidade da França, fechará os bares e restaurantes; em Paris, o horário de fechamento será adiantado e reuniões em locais públicos serão proibidas

fotografia do ministro de Saúde da França apresentando as novas medidas
Legenda: Ministro de Saúde da França, Olivier Verán, durante a apresentação das novas medidas
Foto: AFP

Os bares e restaurantes da cidade mediterrânea francesa de Marselha, a segunda da França, fecharão devido ao aumento de casos de Covid-19, anunciou o ministro da Saúde, Olivier Véran, nesta quarta-feira (23).

"Globalmente, a situação continua piorando. Isso exige que tomemos medidas complementares", acrescentou.

Em Paris, os bares permanecerão abertos, mas o horário de fechamento será adiantado para 22h00 (17h00 em Brasília) e reuniões de mais de 10 pessoas estarão proibidas em espaços públicos.

Os números "continuam piorando", mas "ainda há tempo de agir", destacou Véran.

A França suspendeu, em meados de maio, quase dois meses de um confinamento rigoroso com o qual conseguiu conter o avanço do vírus, apesar de ao preço de mais de 31.000 vidas.

No entanto, registrou nas últimas semanas vários surtos do vírus. Apenas nas últimas 24 horas foram relatados mais de 10.000 casos de Covid-19.

O número de hospitalizados supera os 4.000, dos quais 650 estão em reanimação.

Quero receber conteúdos exclusivos sobre o mundo