França investiga sumiço de diretor da Interpol

Segundo a família, Hongwei Meng está sumido desde o fim de setembro, quando ele viajou à China

Autoridades francesas abriram uma investigação do desaparecimento do presidente da Interpol, o chinês Hongwei Meng. A sede do organismo é na cidade francesa de Lyon.

A família de Meng afirmou que não tem notícias dele desde que viajou à China, no fim de setembro. O desparecimento foi informado às autoridades francesas pela mulher de Meng.

Meng já foi vice-ministro de Segurança Pública na China, segundo o site da Interpol.

Segundo fontes próximas às investigações ouvidas pela agência AFP, Meng foi visto pela última vez deixando a sede da Interpol. Entretanto, ele não desapareceu na França, já que sua saída do país foi registrada no dia 29 de setembro. 

Seu mandato na Interpol vai até 2020.

Você tem interesse em receber mais conteúdo internacional?