Ex-presidente do Egito morre após audiência no tribunal do Cairo

Mohamed Mursi, que estava preso desde 2013, estava depondo perante o tribunal quando desmaiou; ele chegou a ser levado para o hospital, mas não resistiu

Legenda: Mohamed Mursi, de 67 anos, faleceu nesta segunda-feira (17)
Foto: Foto: STR / AFP

O ex-presidente egípcio Mohamed Mursi, de 67 anos, faleceu nesta segunda-feira (17) durante uma audiência no tribunal do Cairo, informaram fontes da segurança e judiciárias.

Segundo essas fontes, o ex-presidente, que estava preso desde 2013, estava depondo perante o tribunal quando desmaiou. Ele chegou a ser levado para um hospital, mas não resistiu e faleceu no local.

Mursi teria se sentindo mal no final da sessão e começou a ficar sem ar e, pouco depois, acabou morrendo, disse a imprensa local. Ainda não há um anúncio oficial do que aconteceu. 

Primeiro presidente democraticamente eleito do Egito, ele chegou ao poder em junho de 2012, na esteira da Primavera Árabe.

Líder da Irmandade Muçulmana no país, ele acabou sendo derrubado um ano depois, em julho de 2013, por um golpe militar, em meio a uma série de protestos contra seu governo. 

Ele atualmente cumpria uma pena de sete anos por ter falsificado documentos durante a campanha eleitoral de 2012. 


Categorias Relacionadas