Espanha registra mais de 900 mortes por coronavírus pelo segundo dia

País é o segundo país do mundo, depois da Itália, em número de mortes provocadas pela pandemia de COVID-19  

Legenda: As regiões mais afetadas continuam sendo Madri, com pouco mais de 40% dos falecidos (4.483), e Catalunha (2.335)
Foto: Baldesca Samper / AFP

A Espanha registrou 932 novas mortes por coronavírus nas últimas 24 horas, o que eleva o balanço global de vítimas fatais a 10.935, anunciou o ministério da Saúde nesta sexta-feira. Este é o segundo dia consecutivo que o país supera a barreira de 900 mortes diárias, depois do recorde de 950 óbitos registrado na quinta-feira.

A Espanha é o segundo país do mundo, depois da Itália, em número de mortes provocadas pela pandemia de COVID-19.  

Em termos percentuais, a tendência mantém a redução gradual, a 9,3%, depois de alcançar 27% na semana passada. Por este motivo, as autoridades de saúde espanholas afirmam que o país atingiu ou pode estar superando o pico da epidemia.

O número de casos notificados subiu para 117.710, também com uma pequena desaceleração na comparação com quinta-feira.

Áreas mais afetadas

As regiões mais afetadas continuam sendo Madri, com pouco mais de 40% dos falecidos (4.483), e Catalunha (2.335).

As duas zonas prosseguem com as emergências de vários hospitais saturadas pelo fluxo intenso de pacientes, o que levou os centros médicos, de acordo com testemunhas, a restringir as internações e privilegiar as pessoas com melhor histórico clínico.

Os espanhóis estão confinados desde 14 de março, por decreto do governo, e devem continuar assim pelo menos até 11 de abril. O governo determinou a paralisação de todas as atividades "não essenciais" até o final da próxima semana, o que reduziu ainda mais os deslocamentos da população.

O governo decidirá nos próximos dias se prolonga o confinamento, informou na quinta-feira o ministro do Interior, Fernando Grande-Marlaska, ao destacar que o objetivo continua sendo reduzir os contágios para não provocar o colapso do sistema de saúde.