Conheça o "primeiro hotel do mundo banhado a ouro" inaugurado na capital do Vietnã

Em meio à pandemia, a Ásia tenta retomar o turismo apostando nos endinheirados da China

Legenda: Na suíte, o dourado domina o visual de peças como banheira, vaso sanitário, cuba e espelho
Foto: AFP

Com a pandemia da Covid-19, o turismo internacional foi um dos mais castigados pelo fechamento das fronteiras e pelo sumiço dos visitantes. Nas últimas semanas, muitos países da Europa e da Ásia tentam voltar à normalidade, após a redução dos casos e das mortes, reabrindo atrações turísticas. Mesmo assim, o movimento da hotelaria ainda é fraco, já que a retomada de voos ainda é gradual, além do temor de uma segunda onda de contágios.  Mesmo nesse cenário preocupante, há quem decida arriscar e lançar novas ideias de empreendimento.

Legenda: Azulejos dourados nas paredes formam cenário perfeito para quem curte postar imagens em redes sociais
Foto: AFP

Um dos exemplos vem do Vietnã, país comprido e estreito, situado no sudeste da Ásia, que faz fronteira com a China, o Laos e o Camboja. O país acaba de inaugurar o que diz ser o "primeiro hotel do mundo banhado a ouro",  apostando no nicho do mercado de luxo, a fim de atrair principalmente os endinheirados da China, do Japão e das superpotências do mundo ocidental. 

Legenda: Lobby do hotel, com tapete vermelho e portas douradas, cria um ambiente luxuoso procurado por visitantes que pagam mais de R$ 5.400 em uma diária
Foto: AFP

O luxuoso Dolce Hanoi Golden Lake fica na capital Hanói e tem 5.000 metros quadrados de azulejos dourados, além de peças como banheira, vaso sanitário e cuba.. A diária de uma suíte de dois quartos custa o equivalente a R$ 5.400. Suas paredes cintilantes atraem visitantes, que aproveitam para tirar selfies.