Três universitários ganham concurso de monografia “Pequena História do Ceará”

Primeira lugar do concurso conquistou premiação de R$ 10 mil

Concurso tem parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC)
Legenda: Concurso tem parceria com a Universidade Federal do Ceará (UFC)
Foto: Reprodução/ Instituto Myra Eliane

De localidades diferentes do país, três universitários ganharam o Concurso de Monografias "Pequena História do Ceará – uma releitura da obra de Raimundo Girão", promovido pelo Instituto Myra Eliane (IME) junto com a Universidade Federal do Ceará (UFC). A premiação chega a R$ 10 mil para o primeiro lugar. No geral, estudantes universitários de todo o país participaram do processo seletivo.

Entre os selecionados, estão Adriana Carolina Leão Carpi, da Universidade Estácio de Sá (São Paulo), que alcançou a primeira colocação com o ensaio "Raimundo Girão: fonte e inspiração para uma história ambiental do Siará". Além da maior quantia em dinheiro, a estudante também foi beneficiada com um iPhone.

Já a estudante Mariana Antônia Santiago Carvalho, da UFC (Ceará), ficou em segundo lugar com a monografia "Pequena-grande história do Ceará: uma ode à historiografia cearense por meio da caneta de Raimundo Girão". Mariana ainda recebeu R$ 5 mil e um notebook como parte da premiação.

Em terceiro lugar ficou Floriano Benevides de Magalhães Neto, do Centro Universitário Internacional (Ceará), autor da pesquisa com o tema "Ensaio sobre a colonização, religiosidade e formação econômica do Ceará pela abordagem de Raimundo Girão". O universitário conquistou R$ 3 mil e um iPad.

O julgamento dos trabalhos ficou sob a responsabilidade dos professores universitários Paulo Elpídio de Menezes Neto (presidente, UFC), José Batista de Lima (Unifor) e Luís Sérgio Santos (UFC), além de José Eurípedes Maia Chaves Júnior, escritor, membro do Instituto do Ceará e neto de Raimundo Girão.
 
Edição
 
O livro "Pequena História do Ceará", do historiador Raimundo Girão, que dá nome a essa edição do concurso, ganhou uma reedição fac-similada, lançada em agosto de 2019 pelo Instituto Myra Eliane, em coedição com a UFC. Essa edição marca os 66 anos da publicação original, lançada em 1953 e considerada um marco na historiografia do Ceará.

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza