Tarifa de ônibus em Fortaleza não terá aumento em 2021

O preço da passagem do transporte coletivo não terá alterações pelo terceiro ano seguido

Legenda: Passagens de R$ 3,60 (inteira) e R$ 1,60 (meia) estão mantidas em Fortaleza
Foto: Fabiane de Paula

Fortaleza não terá aumento na passagem de ônibus este ano. Isso porque a Prefeitura e o Governo do Estado firmaram parceria para subsidiar a tarifa do transporte coletivo em 2021 em um investimento mensal de R$ 4 milhões. A medida foi anunciada na manhã desta terça-feira (11).

O reajuste mais recente havia sido implementado em janeiro de 2019, quando o valor da tarifa aumentou de R$ 3,40 para R$ 3,60; e a tarifa estudantil, de R$ 1,50 para R$ 1,60. O valor seguirá o mesmo em 2021. 

“O último aumento foi em 2019, portanto, são três anos sem aumento. Isso significa dizer que nós vamos subsidiar R$ 4 milhões no total, sendo R$ 2 milhões do Governo do Estado e R$ 2 milhões da Prefeitura de Fortaleza”, explica o prefeito Sarto Nogueira.

O gestor ressaltou que a iniciativa contempla as ações de enfrentamento à Covid-19, a exemplo dos 200 ônibus extras liberados no último mês de fevereiro em horários de pico para evitar aglomerações de passageiros. No dia 22 abril, a medida foi prorrogada por mais 30 dias. 

"Essa ação conjunta vai no sentido de garantir que não haja aumento da tarifa e também de uma certa forma combater a pandemia, porque garante ao trabalhador que ele não vai ter nenhum acréscimo nos custos". 

O prefeito e o governador Camilo Santana encaminharão a proposta à Câmara Municipal de Fortaleza e à Assembleia Legislativa do Ceará, respectivamente. “Vamos enviar a mensagem aos Legislativos, pedindo autorização para que tanto Prefeitura quanto Governo possam subsidiar esse recurso. É preciso uma parceria do parlamento para isso”, disse Sarto.

Metrô e VLT

O chefe do Executivo Estadual também anunciou que o preço da tarifa do metrô de Fortaleza será mantido, assim como a gratuidade do VLT. 

“A gente sempre equipara os preços, portanto, também não haverá aumento na passagem, como também vamos continuar sem cobrança no VLT, que tem um fluxo muito grande da Parangaba ao Mucuripe, integrando com a Linha Sul”, frisou Camilo Santana. 

 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza