Sobre viver em tempos de pandemia: 3º episódio aborda distâncias e perdas impostas pela Covid-19

“Se saudade fosse um verbo” traz histórias de quem precisa lidar com ausências: da rotina, da praia, dos abraços e de pedaços de si levados pelo coronavírus

Escrito por Theyse Viana e Lucas Falconery, metro@svm.com.br

Metro

Saudade. Talvez seja essa a palavra que resume as vivências dos cearenses desde que a pandemia chegou aqui. Saudade de quem precisou ficar distante, saudade dos espaços da cidade, saudade dos sorrisos, saudade de quem não resistiu à agressividade da Covid-19 e partiu, saudade da rotina. Em “Se saudade fosse um verbo”, episódio 3 da série documental “Sobre viver em tempos de pandemia”, conjugamos todas elas.