Secult lança I Edital Cultura LGBT no Dragão do Mar

O intuito do edital é fomentar a cultura e a arte oferecendo R$ 400 mil a projetos em todo o Estado

A Secretaria da Cultura do Estado do Ceará (Secult) lançou na noite desta nesta quarta-feira (19), no Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, o novo Edital para Apoio a Projetos de Promoção à Memória, à Visibilidade e à Afirmação das Manifestações Culturais de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros. O I Edital Cultura LGBT oferece R$ 400 mil para apoio a projetos culturais de artistas, grupos, companhias e coletivos em todo o Estado.
 
Atendendo uma demanda histórica, o edital é pioneiro no Estado e passou por amplo debate com a sociedade, destacou a secretária adjunta da Cultura do Estado, Suzete Nunes. O lançamento contou com a participação de representantes da Coordenadoria de Políticas LGBT, do Governo do Estado, do Fórum Cearense Cultura LGBT, do Instituto Dragão do Mar e do coletivo As Travestidas, que apresentou, no teatro do Dragão, o espetáculo "Três Travestis" na mesma noite.
 
O edital apoiará 24 projetos, cada um recebendo entre R$ 10 mil e R$ 35 mil, com 50% dos recursos sendo destinados a propostas do interior do Estado. Podem ser apresentados projetos contemplando as diversas linguagens artísticas, como artes visuais, audiovisual, dança, literatura, música, teatro, além de manifestações populares. As propostas devem estar dentro de um dos dois eixos propostos, "Memória Cultural LGBT" ou "Produção, circulação e difusão das manifestações artísticas de cultura LGBT". As inscrições serão feitas apenas pela internet, sem necessidade de entrega de projeto e documentos em papel.
 
Objetivos
 
Durante o evento, os participantes apontaram a importância do fomento a projetos culturais que promovam a memória, a criação e a circulação, dentro da temática Cultura LGBT. "O Edital Cultura LGBT tem entre os seus objetivos fomentar, incentivar e apoiar produções artísticas e culturais que promovam a cultura e a não-discriminação por orientação sexual e identidade de gênero", complementa o secretário da Cultura do Estado, Fabiano dos Santos Piúba.
 
Outros objetivos do edital são contribuir para implementar políticas culturais voltadas para a população LGBT e demais grupos da diversidade sexual; reconhecer, valorizar e fomentar à difusão, circulação e intercâmbio das produções, manifestações e expressões artísticas e culturais de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais e demais grupos da diversidade sexual, que tenham como foco principal a promoção dos direitos humanos dessa população e o combate ao preconceito, a homofobia, a lesbofobia, bifobia e transfobia; garantir a afirmação de direitos culturais para LGBT; preservar e disseminar as experiências pessoais e coletivas como forma de promoção da visibilidade das identidades e a preservação da memória da Cultura LGBT.
Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza