Regional II acumula o maior número de casos confirmados de dengue

Até agora, área tem 609 registros da doença. Ao mesmo tempo, a Capital anota um aumento de 99,7% das ocorrências em relação ao ano passado

Legenda: O mosquito Aedes aegypti é o responsável pela transmissão da dengue
Foto: FOTO: ALEXANDRE CARVALHO

A Regional II já contabilizou 609 ocorrências de dengue em 2019, considerado o maior quantitativo de casos da doença. Já a Regional IV, com 213 confirmações, teve o menor volume. Os dados são do boletim da Célula de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

Com 157 registros, o Vicente Pinzon é o bairro cuja incidência é superior às demais áreas de Fortaleza. Canindezinho (95) e Jangurussu (89) também seguem no topo da lista. Já os bairros Conjunto Ceará II, Itaoca, Salinas, Parque Iracema e Pici têm um registro cada. 

Apenas três bairros não tiveram confirmações da doença: Olavo Oliveira, Coaçu e São Bento. 

Total

Ao todo, a Capital contabilizou 2.398 casos. O volume é 99,7% maior que o anotado em igual período do ano passado, que teve 815 ocorrências. 

Ainda conforme o boletim da SMS, neste ano quatro pessoas morreram de dengue e outros três  estão sendo investigados pela pasta municipal. Já em 2018, o número de óbitos nesse intervalo chegou a cinco. Dessa forma, Fortaleza teve uma redução de 20% nas mortes por complicações da doença. 

Quero receber conteúdos exclusivos da cidade de Fortaleza

Assuntos Relacionados


Redação 21 de Outubro de 2020